ARREBATAMENTO

POR ALVARO OSTROSKI


I Tessalonicenses 4:17a “depois, nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados...”

Antes de iniciarmos o estudo, se você não leu os tópicos sobre Escatologia e, Aliancismo e Dispensacionalismo, indicamos que os leia para melhor compreensão da proposta deste estudo.

ESBOÇO DO ARTIGO
1. Resumo inicial
2. Definição
3. As diferenças
4. Pré-Tribulacionista
5. Dinâmica Pré-Tribulacionista da Volta de Jesus
6. Argumentos Pré-Tribulacionistas
7. Denominações Pré-Tribulacionistas
8. Pós-Tribulacionista
9. Dinâmica Pós-Tribulacionista da Volta de Jesus
10. Argumentos Pós-Tribulacionista
11. Denominações Pós-Tribulacionistas
12. Meso-Tribulacionista
13. Dinâmica Meso-Tribulacionista da Volta de Jesus
14. Argumentos Meso-Tribulacionista
15. Denominações Meso-Tribulacionista
16. Observações
17. Visão das Testemunhas de Jeová quanto ao arrebatamento
18. Visão do escritor deste artigo
19. Referências de pesquisa

RESUMO INICIAL
Paulo ao escrever aos Tessalonicenses 4:17 afirma que os crentes que estiverem vivos na Volta de Jesus terão seus corpos transformados e serão arrebatados, ou seja, retirados da terra. Ocorre que existe uma divergência no mundo cristão de quando isso irá ocorrer, alguns dizem que será antes da Grande Tribulação, por isso são conhecidos de Pré-Tribulacionistas, outros dizem que será no meio da Grande Tribulação, por isso são conhecidos como Meso-Tribulacionistas e outros crêem que será após a Grande Tribulação, por isso são conhecidos como Pós-Tribulacionistas.

Continue lendo este artigo para saber melhor o que cada grupo pensa sobre o assunto e como defende seu ponto de vista.

DEFINIÇÃO - O que é?
A palavra arrebatar significa raptar, retirar com força, capturar.
Expressando de forma bem simples a Doutrina Bíblica do Arrebatamento declara que no “Fim dos Tempos”:

1. a) Primeiramente o corpo dos mortos fiéis a Deus é ressuscitado em corpo glorificado - "os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro" (I Tessalonicenses 4:13-16); "os mortos ressuscitarão incorruptíveis" (I Coríntios 15:52). b) Os vivos fieis a Deus terão seus corpos transformados em corpos glorificados - "e nós seremos transformados" (I Coríntios 15:52);

2. a) Tanto os mortos ressuscitados como os vivos transformados serão arrebatados até as nuvens - "seremos arrebatados com eles nas nuvens" (I Tessalonicenses 4:17). b) E encontrar-se-ão com Cristo nos ares - "a encontrar o Senhor nos ares" (I Tessalonicenses 4:17);

3. Esse evento será em fração de segundos - "num abrir e fechar de olhos" (I Coríntios 15:52).

Observação: Quando falamos em corpos glorificados estamos falando em corpos imortais e não mais suscetíveis ao pecado. (I Coríntios 15:53,54).

AS DIFERENÇAS

Humildemente podemos dizer que essa definição de Arrebatamento abrange o pensamento de praticamente todos os grupos cristãos evangélicos. Entretanto, existem divergências de quando se dará esse evento do Arrebatamento.

Para clarear um pouco melhor o assunto precisamos citar um período profetizado na Bíblia chamado de Grande Tribulação (Mateus 24:21; Apocalipse 7:14).

Tal assunto será tratado em um estudo específico (ver estudo A Grande Tribulação), mas para darmos continuidade ao tema do Arrebatamento precisamos ter um panorama do que é a Grande Tribulação.

Resumidamente a Grande Tribulação será um período que antecede a Volta de Jesus onde a terra será constantemente afetada por catástrofes naturais e os fiéis de Deus serão alvo de grande perseguição por parte de uma figura que a Bíblia chama de anticristo (ver estudo O Anticristo).

Entendendo resumidamente o que é a Grande Tribulação, podemos avançar no estudo do Arrebatamento e verificar que existem 3 principais linhas de pensamento de quando ele ocorrerá.

São elas como dito no Resumo Inicial: Pré-Tribulacionista; Meso-Tribulacionista e Pós-Tribulacionista.

PRÉ-TRIBULACIONISTA

O que é?

É um termo utilizado pelos estudiosos (teólogos) para identificar aqueles que crêem que a igreja será Arrebatada antes da Grande Tribulação, por isso se chama Pré-Tribulacionista.

Hoje em dia existem algumas visões diferenciadas dentro dos Pré-Tribulacionistas, mas aqui vamos tratar da forma mais comum.

Os Pré-Tribulacionistas acreditam que existe uma diferença clara entre Israel e a Igreja e que o período da Grande Tribulação é destinado para juízo divino sobre o mundo e concerto com Israel.

No Pré-Tribulacionismo a Volta de Jesus se dá em duas etapas, sendo a primeira invisível para o mundo com o Arrebatamento da Igreja antes da Grande Tribulação e a segunda de forma visível para o mundo com o intuito de encerrar com a Grande Tribulação.

DINÂMICA PRÉ-TRIBULACIONISTA DA VOLTA DE JESUS

1. A igreja é Arrebatada iminentemente (a qualquer momento) e fica com Cristo nos céus, onde ocorre as Bodas do Cordeiro (Apocalipse 19:7-9) que será, segundo os Pré-Tribulacionistas, um momento de "festa" entre Jesus e sua Igreja (esposa/noiva) pelo período de 7 anos. Mesmo período que na terra ocorre a Grande Tribulação;

2. Na terra ocorre o período da Grande Tribulação que tem duração de 7 anos (ver estudo A Grande Tribulação e 70 semanas de Daniel);

3. No final da Grande Tribulação Jesus volta a terra com os anjos e a igreja para salvar Israel e implantar o Governo Milenar de Jesus na terra (ver estudo Batalha do Armagedon e Milênio).

ARGUMENTOS PRÉ-TRIBULACIONISTAS

1. Porque a Grande Tribulação é um período de juízo sobre o mundo e a igreja estará livre deste juízo:

"...eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo..." (Apocalipse 3:10)

"...sem que alguém considere que o justo é levado antes do mal." (Isaías 57:1)

"...Jesus, que nos livra da ira futura." (1 Tessalonicenses 1:10)

"Porque Deus não nos destinou para a ira..." (1 Tessalonicenses 5:9)

2. Jesus citou o juízo do tempo de Noé e de Sodoma e Gomorra em seu Sermão Escatológico (Mateus 24:38,39; Lucas 17:26-30) e nestes dois juízos os justos (Noé e Ló) foram retirados antes;

3. Porque a Grande Tribulação será um período de concerto com Israel:

"Como será terrível aquele dia! Sem comparação! Será tempo de angústia para Jacó; mas ele será salvo." (Jeremias 30:7) – Jacó é um referência para Israel;

“Setenta semana estão determinadas sobre o teu povo e sobre a tua santa cidade ...” (Daniel 9:24) – Quem era o povo de Daniel? Resposta: Judeus;

4. O anticristo somente se manifestará depois que aquele que o resiste (Espírito Santo/Igreja) for tirado:

“Porque já o ministério da injustiça opera; somente há um que, agora, resiste até que do meio seja tirado” (II Tessalonicenses 2:7);

5. Jesus no final de seu ministério fez um sermão conhecido como “Sermão Profético” ou “Sermão Profético do Tempo do Fim” que se encontra registrado em Mateus Cap. 24 e 25; Marcos Cap. 13 e Lucas Cap. 21.

Neste sermão Jesus apresenta aspectos para a Igreja e aspectos para a nação de Israel, dizendo que o Princípio das Dores e a vigilância são destinados a Igreja e a Grande Tribulação a Israel.

Observe os termos constantes no sermão, no que tange o período da Grande Tribulação, que são referências a Israel:

a) “abominação da desolação que falou o profeta Daniel” (Mateus 24:15), esse termo constante no sermão de Jesus vem de Daniel 9:27 e segundo a visão Pré-Tribulacionista a referência de Daniel é o povo judeu, como pode ser visto em Daniel 9:24 e Daniel 12:1 (ver estudo 70 Semanas de Daniel);

b) “estiverem na Judéia, que fujam para os montes” (Mateus 24:16), essa expressão tem a ver com quem mora na Judéia, que no caso são os judeus e não a Igreja;

c) “E orai para que a vossa fuga não aconteça no inverno nem no sábado” (Mateus 24:20), essa expressão tem a ver com os judeus, já que no inverno de Israel é impossível uma fuga, tendo em vista as condições climáticas extremas e o sábado é o dia sagrado no judaísmo, onde não se pode percorrer grande distâncias.

Por isso o período da Grande Tribulação é para Israel.

DENOMINAÇÕES PRÉ-TRIBULACIONISTAS

Na maioria as de linha Pentecostal e Neopentecostal.

PÓS-TRIBULACIONISTAS

O que é?

É um termo utilizado pelos estudiosos (teólogos) para identificar aqueles que crêem que a igreja será Arrebatada depois da Grande Tribulação, por isso se chama Pós-Tribulacionista.

Os Pós-Tribulacionistas acreditam que não existe diferença entre Israel e a Igreja e que Deus somente tem um povo, sendo, portanto a Igreja a continuidade deste povo, formada tanto por judeus quanto gentios (povos não judeus) convertidos ao Cristianismo (ver estudo Aliancismo e Dispensacionalismo).

No Pós-Tribulacionismo a Volta de Jesus se dá em uma única etapa.

DINÂMICA PÓS-TRIBULACIONISTA DA VOLTA DE JESUS

1. Ocorre a Grande Tribulação e a Igreja participa dela;

2. A Igreja é Arrebatada até as nuvens, encontra-se com Cristo nos ares e imediatamente retorna com Cristo a terra.

ARGUMENTOS PÓS-TRIBULACIONISTAS

1. A Igreja sempre passou por martírio e perseguição na sua história (lembre-se da Igreja Primitiva) e Jesus deixou claro que seus discípulos seriam perseguidos:

“... Se alguém quiser vir após mim, negue-se mesmo, e tome sua cruz...” (Marcos 8:34)

“... não é o servo maior do que seu senhor. Se a mim me perseguiram, também perseguirão a vós...” (João 15:20) – Se Jesus passou a angustia do calvário porque a Igreja não passaria a da Grande Tribulação?

“Porque a vós vos foi concedido, em relação a Cristo, não somente crer nele, como também padecer por ele” (Filipenses 1:29)

“Confirmando o ânimo dos discípulos, exortando-os a permanecer na fé, pois que por muitas tribulações nos importa entrar no Reino de Deus” (Atos 14:22) – Paulo declarando aos irmãos que a tribulação faz parte da vida cristã;

2. O Arrebatamento não é invisível ao mundo.

“... Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus...” (I Tessalonicenses 4:16) – Esses seriam sinais visíveis

“E, logo depois da aflição/tribulação daqueles dias... Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem; e todas as tribos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo... E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos...” (Mateus 24:29-31) – Depois da aflição/tribulação e das nações verem o Filho do Homem (Jesus) é que os escolhido são ajuntados (arrebatados).

DENOMINAÇÕES PÓS-TRIBULACIONISTAS

Na maioria as de linhas Histórica, Reformada, Tradicional. Os Adventistas do 7º Dia também crêem que a Igreja passará pela Grande Tribulação, vindo então o Arrebatamento no final dela.

MESO-TRIBULACIONISTAS

O que é?

É um termo utilizado pelos estudiosos (teólogos) para identificar aqueles que crêem que a igreja será Arrebatada no meio da Grande Tribulação, por isso se chama Meso-Tribulacionista.

Os Meso-Tribulacionistas acreditam que existe uma diferença clara entre Israel e a Igreja e que o período da segunda metade da Grande Tribulação é destinado para juízo divino sobre o mundo e concerto com Israel.

No Meso-Tribulacionismo a Volta de Jesus se dá em duas etapas, sendo a primeira invisível para o mundo com o Arrebatamento da Igreja no meio da Grande Tribulação e a segunda de forma visível para o mundo com o intuito de encerrar com a Grande Tribulação.

Para entendermos o pensamento Meso-Tribulacionista teremos que mais uma vez falar das “70 Semanas de Daniel”.

Essas 70 semanas são divididas em 7+62+1 (Daniel 9:24-27), sendo que no entendimento Meso-Tribulacionista, bem como dos Pré-Tribulacionistas, a parte contendo 7+62 já ocorreram no passado e resta somente 1 semana de anos (7 anos) a se cumprir no futuro. Este será o período da Grande Tribulação segundo tais grupos.

Veja agora o que diz Daniel 9:27 “E ele firmará um concerto com muitos por uma semana; e, na metade da semana, fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares; e sobre a asa das abominações virá o assolador, e isso até à consumação; e o que está determinado será derramado sobre o assolador”.

Esse e outros textos embasam o pensamento Meso-Tribulacionista e Pré-Tribulacionista de que a Grande Tribulação durará o período de 7 anos, o qual se divide em dois períodos de 3,5 anos cada. Os primeiros 3,5 anos seriam de aliança entre o anticristo e os judeus e o segundo período de 3,5 anos seria de perseguição dos judeus por parte do anticristo.

Cabe salientar que os Meso-Tribulacionistas não chamam esses 7 anos de período da Grande Tribulação, mas fazem a seguinte divisão: Primeiros 3,5 anos são os Princípios das Dores (Pré-Tribulação); Últimos 3,5 anos são a Grande Tribulação.

DINÂMICA MESO-TRIBULACIONISTA DA VOLTA DE JESUS

1. Inicia-se a Grande Tribulação (Princípio das Dores + Grande Tribulação);

2. Na metade da Grande Tribulação (3,5 anos) a Igreja é Arrebatada, ou entre o Princípio das Dores e a Grande Tribulação a Igreja é Arrebatada;

3. No final da Grande Tribulação Jesus Volta com a Igreja e os anjos para salvar Israel.

ARGUMENTOS MESO-TRIBULACIONISTAS

1. Paulo em II Tessalonicenses 2:1-4 diz que a vinda de Cristo e nossa reunião com Ele não acontecerá antes que:

“venha à apostasia e se manifeste o homem do pecado” (II Tessalonicenses 2:3) – A Igreja somente é Arrebatada depois do surgimento do anticristo

“de sorte que se assentará como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus” (II Tessalonicenses 2:4) – A Igreja somente é Arrebatada depois que o anticristo se assentar no templo de Deus e segundo Daniel 9:27 isso será na “metade da semana”, pois somente neste ato será possível identificá-lo como o anticristo;

2. Paulo em I Coríntios 15:52 diz que a ressurreição do mortos e a transformação dos vivos (arrebatamento) seria “ante a última trombeta” e Apocalipse 11:15 mostra que a sétima e última trombeta é tocada durante a Grande Tribulação, mesmo momento em que as Duas Testemunhas (ver estudo As Duas Testemunhas) são levadas ao céu, depois de terem profetizado 1262 dias que é igual a 3,5 anos (Apocalipse 11:1-12).

DENOMINAÇÕES MESO-TRIBULACIONISTAS

Na maioria Pentecostais e Neopentecostais.

OBSERVAÇÕES

1. Os argumentos e textos usados por cada uma das vertentes são inúmeros, mas não apresentaremos todos, pois o artigo ficaria muito longo e a intenção é que o leitor tenha uma noção geral do que cada um pensa e argumenta;

2. Para cada um dos argumentos apresentados por um dos grupos existem os contra-argumentos apresentados pelo outro grupo, mas a intenção não é escrever um debate, mas sim expor os pensamentos. Cada grupo terá uma interpretação diferenciada dos versículos apresentados pelo outro para embasar seu argumento;

3. O entendimento Pré-Tribulacionista é disparado o mais aceito no meio evangélico.

VISÃO DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ QUANTO AO ARREBATAMENTO

As Testemunhas de Jeová tem uma visão que destoa entre os grupos cristãos no que tange a Escatologia.

Vamos aqui somente apresentar uma visão geral do que tais irmãos pensam, sem entrar em muitos detalhes, mas nas referências de pesquisa constará material para caso o leitor fique com dúvidas ou curioso.

Por alguns cálculos e datações, que não vamos pormenorizar agora, as Testemunhas de Jeová acreditam que Jesus Cristo já voltou no ano de 1914, no sentido que Ele está assentado no trono celestial regendo as nações, mas ninguém O viu ou O vê com olhos físicos, todavia seu assentar desencadeou uma série de eventos que podem ser vistos na sociedade, identificando, segundo eles, que Cristo já está reinando.

Desta forma o texto de I Tessalonicenses 4:13-18 que trata do Arrebatamento é divido por eles em duas fases, sendo:

1. “...os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro” (v.16) – Este fato se refere a parte de um grupo seleto de 144 mil pessoas que foram ressuscitadas e levadas ao céu em 1914 (de forma invisível), as quais já estão reinando com Cristo (ver estudo Os 144 mil Selados);

2. “depois, nós, os que ficarmos vivos seremos arrebatados...” (v.17) – Este fato se refere ao restante do seleto grupo de 144 mil pessoas que numa fração de segundos morrerão e ressuscitarão após a Grande Tribulação para completarem o grupo de 144 mil pessoas que estarão no céu auxiliando Cristo a governar o mundo (ver estudo O Milênio).

VISÃO DO ESCRITOR DESTE ARTIGO

O escritor deste artigo compactua com a visão Pré-Tribulacionista, principalmente pelos argumentos 2 e 3 dos Pré-Tribulacionistas acima apresentados e pelo fato de que Mateus 24 é em grande parte para Israel, pois Jesus no verso 15 de tal Capítulo contextualiza aquele momento com a profecia de Daniel e conseqüentemente para o povo judeu.

Quanto ao entendimento sobre o Arrebatamento das Testemunhas de Jeová não há como concordar. A visão deles de que Cristo já voltou e está reinando no céu de forma invisível desde 1914 me é inconcebível, pois textos como Mateus 24:30 afirmam que sua Volta será grandiosamente visível, se bem que estes irmãos fazem um interpretação confusa deste texto e outros, retirando-os de seu contexto. Dizer ainda que parte dos salvos já ressuscitou e outra parte ainda vai morrer e ressuscitar automaticamente para então ser arrebatada é uma desfiguração de I Tessalonicenses 4:13-18. Para conseguir fundamentar essa idéia eles agrupam diversos versículos bíblicos e os moldam a seu bel prazer, não levando em consideração os contextos. Certamente para o leitor compreender melhor essa visão e como refutá-la a luz da Bíblia necessitaríamos de um estudo específico, que provavelmente faremos como adendo a essa série de artigos sobre Escatologia.

Mas, independente de qual linha de interpretação esteja correta o importante é que o cristão esteja preparado para este momento e é isso que Jesus focaliza nas Parábolas do Capítulo 25 de Mateus, principalmente das 10 virgens.

Conhecer o Pré-Tribulacionismo nos trás o benefício de estarmos alertas, pois não sabemos nem o dia, nem à hora em que virá nosso Senhor. Já conhecer o Pós-Tribulacionismo e o Meso-Tribulacionismo nós trás o benefício de estarmos preparados para suportar qualquer provação, até mesmo da Grande Tribulação se for o caso.

Por fim vamos nos apegar no que é o mais importante que é saber que Jesus Voltará e que estaremos para sempre com Ele e deixemos de lado qualquer contenda que possa surgir por divergências interpretativas minuciosas.

REFERÊNCIAS DE PESQUISA

GERAL
Vídeo: Os salvos passarão pela Grande Tribulação ou serão arrebatados antes dela?; Programa Vejam Só. Encontrado em: https://www.youtube.com/watch?v=Mq9JCUhQq2g&t=150s
Vídeo: O arrebatamento será antes da volta de Cristo ou no momento dela?; Programa Vejam Só. Encontrado em: https://www.youtube.com/watch?v=kigYo6bjcjM&t=2136s
Vídeo: Os evangelhos ensinam que os crentes serão arrebatados antes da Grande Tribulação?; Programa Vejam Só. Encontrado em: https://www.youtube.com/watch?v=6G8VEvrczXQ
Vídeo: Dispensacionalismo e Pré-Tribulacionismo; Pr Marcos Granconato (Pastor de linha histórica que é Pré-Tribulacionista). Encontrado em: https://www.youtube.com/watch?v=piizMIiFVgY&t=2230s

HISTÓRICOS, REFORMADOS, TRADICIONAIS
Vídeo: O que a Bíblia diz: Arrebatamento; Reverendo Leandro Lima. Encontrado em: https://www.youtube.com/watch?v=z3CFci18POM
Vídeo: O que é o Arrebatamento?; Reverendo Augustos Nicodemos. Encontrado em:https://www.youtube.com/watch?v=nB3HIjrMm_E
Vídeo: O arrebatamento; Pr Paulo Jr. Encontrado em: https://www.youtube.com/watch?v=yYkVeuSps5w

PENTECOSTAL
Estudo: O Arrebatamento da Igreja. Encontrado em: Bíblia de Estudo Pentecostal, 2008
Artigo: O Arrebatamento da Igreja será mesmo secreto?; CPAD News. Encontrado em: http://www.cpadnews.com.br/blog/cirozibordi/apolog%C3%83%C2%A9tica-crist%C3%83%C2%A3/178/o-arrebatamento-da-igreja-sera-mesmo-secreto.html
Artigo: Por que o Arrebatamento ocorrerá antes da Grande Tribulação; CPAD News. Encontrado em: http://www.cpadnews.com.br/blog/cirozibordi/apolog%C3%83%C2%A9tica-crist%C3%83%C2%A3/180/por-que-o-arrebatamento-ocorrera-antes-da-grande-tribulacao.html
Vídeo: Não confunda a segunda Vinda com o Arrebatamento; Pr Ciro Sanches Zibordi. Encontrado em: https://www.youtube.com/watch?v=pTcrD2MOTho&t=58s

NEOPENTECOSTAL
Vídeo: O Arrebatamento da Igreja quando será?; Pr Juanribe Pagliarin. Encontrado em: https://www.youtube.com/watch?v=HPnqbHc_HUU&t=733s

TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
Vídeo: As Testemunhas de Jeová e o Arrebatamento: O que é e quando ocorre? (Parte 1). Encontrado em: https://www.youtube.com/watch?v=bvRZfGhj5G0&t=849s
Vídeo: As Testemunhas de Jeová e o Arrebatamento: Secreto ou visível? (Parte 2). Encontrado em: https://www.youtube.com/watch?v=45kDEL6nhRA
Vídeo: As Testemunhas de Jeová e o Arrebatamento: Todo olho vera! Como? (Parte 3). Encontrado em: https://www.youtube.com/watch?v=_Vd5dIEBjJs
Vídeo: As Testemunhas de Jeová e o Arrebatamento: Quem vai ser arrebatado? (Parte 4). Encontrado em: https://www.youtube.com/watch?v=-MkDA_CcUJ4
Artigo: Arrebatamento. Encontrado em: https://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1101989259
Artigo: Volta de Cristo. Encontrado em: https://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1101989263#h=4
Artigo: Os últimos dias. Encontrado em: https://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1101989243#h=1:0-28:531
Artigo: Quem vai para o céu?. Encontrado em: https://www.jw.org/pt/ensinos-biblicos/perguntas/quem-vai-para-o-ceu/
Artigo: O que o reino de Deus tem feito desde 1914?. Encontrado em: https://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1966761
Artigo: Arrebatamento é para todos?. Encontrado em: http://www.adeusmentirasreligiosas.com.br/arrebatamento,-e-para-todos-.html
Artigo: 144000 – só eles vão para o céu?. Encontrado em: http://www.adeusmentirasreligiosas.com.br/144.000---so-eles-vao-para-o-ceu-.html

ADVENTISTAS DO 7º DIA
Vídeo: Arrebatamento; Programa Arena do Futuro. Encontrado em: https://www.youtube.com/watch?v=Yjz2ZvCQtWA
Vídeo: O que é a Grande Tribulação? E quem vai participar?; Leandro Quadros. Encontrado em: https://www.youtube.com/watch?v=BqA7nr7W-t4&t=28s
Vídeo: O Apocalipse e o Arrebatamento na visão Pentecostal e Adventista; Dr Rodrigo Silva. Encontrado em: https://www.youtube.com/watch?v=imSqLqxRxjI


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Topo