PÁSCOA, ANÁLISE HISTÓRICA E PROFÉTICA

POR NILDO OLIVEIRA
PÁSCOA,  ANÁLISE HISTÓRICA E PROFÉTICA
OUÇA A MENSAGEM AQUI:

"...esta é a páscoa do Senhor". Êxodo 12:11b

A palavra Páscoa vem do hebraico pesah que traduzida para o grego (páscoa), que significa passagem.

PÁSCOA NO ANTIGO TESTAMENTO:

A Páscoa no Antigo Testamento tem a finalidade de celebrar a passagem do Senhor Deus, que libertou o povo de Israel da escravidão do  Egito. No seu aspecto histórico a Páscoa no AT é a festa que faz a memória da passagem de Deus no Egito para a libertação do povo. (Ex 12)

PÁSCOA NO NOVO TESTAMENTO:

A Páscoa no Novo Testamento é a passagem da morte para a vida – é a Ressurreição do Senhor Jesus, que havia sido morto na cruz. É a vitória de jesus sobre a morte. A partir da Ressurreição de Jesus temos o convite de Deus para participar da vida eterna. Como a prisão de Jesus e sua posterior morte, ocorreram na época da celebração da Páscoa dos Judeus (Mt 26,17-56; Mc 14,12-50; Lc 22,14-62 e Jo 13), a sua Ressurreição toma agora o significado de libertação da morte para a vida eterna. Está descrita nos evangelhos: Mt 28,1-8; Mc 16,1-8; Lc 24 e Jo 20.

A PÁSCOA PARA O POVO DE ISRAEL:

O povo de Israel viveu no Egito durante 430 anos aproximadamente. Os últimos anos deste período foi de dura escravidão, pois o Faraó que reinava oprimiu o povo de Israel. Por esta razão, o povo clamou ao Senhor por libertação, e Ele enviou Moisés para ordenar a Faraó que deixasse o povo partir para a Terra Prometida.

A páscoa para Israel tornou-se uma FESTA instituída por Deus como um memorial para que os filhos de Israel jamais se esquecessem que foram escravos no Egito, e que o próprio Deus os libertou com mão forte, trazendo juízo sobre os deuses do Egito e sobre Faraó. (Ex 12). Páscoa para Israel fala de memória, de identidade. O povo de ISRAEL foi liberto do Egito para poder servir a Deus e ser luz para as nações. Páscoa é uma FESTA instituída para que jamais ISRAEL se esquecesse quem foi, quem é e o que deve ser.

SITUAÇÃO DE ISRAEL:

•Escravos de Faraó - Ex 1:6 a 14;
•Servindo em terra estranha - Ex 1:13;
•Voltaram-se para o Senhor - Ex 2:23 a 25;
•Livramento da morte pelo Senhor - Ex 12:13;
•O sangue como bênção de livramento para o povo de Israel - Ex 14:29 -30.

Os israelitas morreriam se não fosse a orientação do sangue nas portas. Os tementes cumpriram a orientação, mataram o cordeiro. O Senhor passou e houve livramento de morte. (Êxodo 12: 1 - 13, 21- 27, 29, 33 e 35)

O cativeiro no Egito, conforme Ex 1:6, 14. O clamor do povo por libertação (Ex 5:6, 23) até chegar a ordem para realizá-la.

A Páscoa foi providência de Deus para o povo de Israel - significa “Passagem” ou “Saída”. O povo “passaria” da condição de escravo para a liberdade, isto é, “sairia” do Egito para entrar em Canaã, a Terra Prometida. 

O CHAMADO DE MOISÉS (Ex 3:1 a 5)

•Sarça: Moita de espinho (Deus mostrando seu poder). Deus quer se revelar;

•Moisés, Moisés: O Senhor o conhecia pelo nome;

•Eis-me aqui: Obediência;

•Tirar os sapatos dos pés: Reverência, humildade, a terra é santa (presença de Deus).

MOISÉS USADO POR DEUS (Ex 3:9-10)

Deus quer usar a sua vida como usou a vida de Moisés.

Deus quer conscientizar o seu povo de que Ele está operando para salvação. Deus usa Moisés como figura do Espírito santo, que conduziria o povo pelo deserto, depois de livrá-lo de Faraó e do Egito.

AS DEZ PRAGAS PARA O EGITO:

Depois de nove pragas, o faraó ainda se recusava a libertar o povo de Israel da escravidão. Por isso, Deus avisou que a décima praga seria a morte do primeiro filho de toda casa no Egito. Ninguém escaparia, nem mesmo a família do faraó (Êxodo 11:4-6).

1ª Êxodo 7:19 a 25 – As águas tornam-se em sangue;

 Êxodo 8:1 a 15 – Praga das rãs;

3ª Êxodo 8:16 a 19 – Praga dos piolhos;

 Êxodo 8:20 a 32 – Praga das moscas;

 Êxodo 9:1 a 7 – Praga da peste nos animais;

 Êxodo 9:8 a 12 – Praga das úlceras;

 Êxodo 9:22 a 35 – Praga da saraiva;

 Êxodo 10:1 a 20 – Praga dos gafanhotos;

 Êxodo 10:21 a 29 – Praga das trevas;

10ª Êxodo 11:1 a 10 – Praga da morte dos primogênitos.

A finalidade era conscientizar o povo. Porém era necessária a grande maravilha, que era livrar o povo, libertá-lo de uma vez das mãos de Faraó.  E Deus fez isso com sinais.

A PÁSCOA PARA A IGREJA HOJE:


No dia em que Israel se preparava para comemorar a Páscoa, Jesus reuniu os discípulos e depois de comerem o cordeiro com pães asmos e ervas amargosas, como mandava a Lei, tomou o Pão e o repartiu com eles, dizendo: “Este é o meu corpo que é partido por vós…”, depois tomou o cálice e deu-o a todos dizendo: “Este cálice é o meu sangue que é derramado por vós, bebei dele todos”.

O Senhor Jesus estava assim estabelecendo a Nova Aliança, colocando o Pão e o Vinho como elementos principais, representando seu Corpo e seu Sangue, mostrando que através da comunhão com o seu corpo, que é a igreja, e da purificação do seu sangue, teríamos vida eterna.

Hoje em dia a Páscoa é algo que ocorre diariamente na nossa vida, pois vivemos a cada momento nos alimentando do Senhor Jesus, em comunhão com Ele. O Seu sangue está sobre o nosso coração e sobre a nossa vida, nos purificando de todo o mal. Desta forma vencemos a morte e o mundo, e aguardamos o momento em que o Senhor nos levará para a “Terra Prometida”.

Hoje em dia a Páscoa é Jesus em nossas vidas

Nossa saída do mundo (pecado) e o encontro com o Senhor.

A igreja está de passagem (páscoa) neste mundo aguardando a vinda do Senhor Jesus.

SITUAÇÃO DA IGREJA:
         
•Escravo do adversário - Mt 17:14 a 18;
•Servindo no mundo - Jo 17:16;
•Nossa conversão - At 2:37 a 41;
•Livramento da morte pelo sangue - Jo 6:54;
•O sangue como bênção para o servo e derrota para o adversário - Mt 27:50-51.

A Páscoa para a igreja significa a nossa libertação do poder do pecado, do mundo, da morte, para a vida eterna. É a passagem da vida velha para uma nova vida, através da morte do Cordeiro de Deus. Em Jesus temos nova vida.

PÁSCOA PARA O MUNDO:

É uma páscoa Pagã, um sincretismo religioso, envolvendo os símbolos da fertilidade, da primavera no hemisfério norte, como coelhos e ovos (Easter), com quaresmas, proibições de se comer carne, etc.; e por último a Comercial, que alavanca as vendas de roupas e brinquedos para as crianças, mas que nos últimos anos tem perdido lugar para o coelhinho que bota ovo de chocolate.

Deve-se comer ovo de Páscoa? Não no sentido de comemorar a Páscoa, mas comer chocolate não é pecado.

Por que coelho? O inimigo não quer ouvir falar do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (Jesus). O inimigo não quer ouvir falar de sangue, ele pôs coelho no lugar do Cordeiro.

ISRAEL E A IGREJA, PARALELO PROFÉTICO:

Assim como no antigo Egito, Deus protegeu a vida daqueles que tinham em suas casas a marca do sangue do cordeiro, hoje Deus cuida de todo aquele que tem em seu coração a marca do Sangue de Jesus Cristo. Deseja você ter esta marca? Busque a Deus em oração e receba o perdão dos seus pecados hoje mesmo. A Páscoa é uma prova do amor de Deus.

• Pressa  na Saída – Ex.12-15. Não comeu pão levedado, pão de aflição nada de fermento velho. Pressa, comereis apressadamente.

• Primícias – Até o dia posterior ao Sábado - 1º dia da semana – O pão estava vivo (movimento).

Ninguém pode viver isto sem primeiro entender que Jesus (o primeiro molho de trigo) está vivo.

Só depois de entender isto é que o homem poderia, depois de movimentar o molho, se alimentar da nova colheita.

• Pentecostes: 50 dias após a oferta movida;
• Dia imediato ao 7º sábado – 50 dias;
• Final Pentecostes - mês sétimo.


Vs. 7 - Tomar o sangue do cordeiro e pô-lo nos umbrais e na verga da porta. I Jo 1:7 - 9, Jo 6: 53-57.

Vs. 11 - Estejam cingidos os vossos lombos e acesas as vossas candeias - Lc 12: 35. Em Efésios 6:14 está escrito: “Estai pois firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade”. O Senhor Jesus nos declara em Jo 14: 6 - “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida...” O Senhor Jesus é a Verdade, por isso temos que andar na verdade.

Vs. 29 - À meia-noite feriu o Senhor todos os primogênitos do Egito. Em Mt 25: 6 está escrito: “Mas à meia-noite ouviu-se um clamor: Aí vem o Esposo, saí-lhe ao encontro”.

A Páscoa foi o momento da salvação operada por Deus na vida do seu povo. Foi a “passagem” da condição de escravos cativos para a condição de libertos do Egito (tipo do mundo) e de Faraó (tipo do adversário).

O sangue vos será por sinal - Pô-lo nos umbrais e verga da porta. Ver Ap 7: 14 e 12: 11 (Os sinais do Senhor Jesus nos seus remidos).

Ainda em Ex 12:26 e 27 - Quando vos perguntarem que culto é este (as pessoas do mundo), devemos responder: é o sacrifício do Senhor Jesus pela minha vida, por sua vida.

O Cordeiro - O Senhor Jesus, o nosso Cordeiro Pascoal, que foi sacrificado há quase dois mil anos para nos dar a salvação e a vida eterna. Vs. 5 - O Cordeiro sem mancha.  Jo 1: 29 “Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”. O Cordeiro sem pecado - O Senhor Jesus - puro, imaculado, sem pecado, o Filho de Deus.

Cordeiro assado no fogo - Jesus é a palavra, o verbo que se fez carne, a luz e a Revelação de Deus, única e definitiva. Nós precisamos conhecer a Jesus revelado pelo Espírito Santo.  (Jo 1: 33)

Nada cru: Carne crua é impura, com bactérias, faz mal; A palavra do mundo; aquilo que é oferecido pelo ímpio induz os servos à mentira;

Nem cozido em água: na água o alimento é diluído. Existe uma perda que sai na evaporação, perdem-se vitaminas: Religião (Salvação estática, aparência, o destaque é o homem, Deus não fala);

Comer a cabeça: Participar da mente do Senhor Jesus (A mente de Cristo – Jo 4:34: “A minha comida é fazer a vontade do Pai.”). Submissão ao Pai. Aquele com quem o Senhor fala, mas ele nunca aceita,  ele acha que nunca está em dificuldade;

Comido com pães asmos - Jesus é o pão da vida, sem fermento (que são as coisas do homem, para dar aparência), mas puro e consistente (revelado). Jesus advertiu os discípulos contra o fermento dos fariseus (hipocrisia, aparência de santidade, incredulidade, etc.).

Comido com ervas amargosas - O Senhor Jesus disse que no mundo teríamos aflições e que elas fariam parte da nossa caminhada, a exemplo do que aconteceu com Ele mesmo como homem. As ervas amargas nos lembram de como nossa vida era amarga quando éramos escravos do adversário.

Comer  os pés: Viver a caminhada de Jesus de: Traição, ódio, humilhação, não havia onde reclinar a cabeça, mas a palavra do Senhor para nós é: “Diga ao povo que marche” – Ap 2:10: “Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida”; Os vossos sapatos nos pés - Ainda em Efésios 6: 15 a Palavra diz: “Tendo os vossos pés calçados na preparação do Evangelho da Paz. Outra referência:  Rm 10: 15.

Comer as fressuras: (Conjunto de vísceras: pulmões, fígado, coração, etc.) Partes escondidas do Senhor, os seus mistérios; segredos, plano profético;

Comer tudo no mesmo dia: A bênção precisa ser vivida hoje, a experiência de ontem foi para ontem, mas a Páscoa, as novas experiências precisam ser vividas hoje; Salvação dinâmica;

Devemos comer todo o Cordeiro - A cabeça (fala da mentalidade), os pés (o caminhar do Senhor) e a fressura (o interior, a intimidade) representam a totalidade da revelação de Jesus, é toda a palavra que deve ser por nós aceita e assimilada. É a obediência pela fé a todas as orientações do Espírito Santo que estão nas escrituras, até mesmo aquilo que vai de encontro aos nossos interesses e sentimentos.

Lombos Cingidos: Experiência, servo dinâmico, na posição, ajustado com as escrituras. A carne não aparece;

Sapatos nos pés: (Ef 6:15): “Calçai os vossos pés...” - Destro (ágil, desembaraçado) na palavra; não podemos descalçar os pés;

Cajado na mão: Direção do Espírito Santo. Temos uma meta a ser atingida, uma orientação segura para a eternidade; 1 Sm 17: 40 - Davi enfrentou Golias com o cajado na mão. Ele fala da direção do Espírito, que deve conduzir nossa vida cada dia.

Comer apressadamente - Fala do desejo de estar em comunhão constante com o Senhor, sem perder tempo com as coisas que nos cercam. Desta maneira estaremos sempre vigilantes e prontos para partir. Ver o texto de II Pe 3: 12.



ESCRITO POR: NILDO OLIVEIRA
ÁUDIO: MARCELO NICOLI

2 comentários:

  1. Muito bom o ensino.
    Precisa ser colocado em prática pelo nosso povo a cada dia, pois cada dia que passa etamos saindo desse mundo

    ResponderExcluir

Topo