CIDADES DE REFÚGIO

POR NILDO OLIVEIRA
CIDADES DE REFÚGIO

O QUE ERAM E PARA QUE SERVIAM AS CIDADES DE REFÚGIO?

Ex 21:13 - Porém  se não lhe armou ciladas mas Deus o fez encontrar nas suas mãos, ordenar-te-ei um lugar, para onde ele fugirá.

Nm 35:11- Fazei com que vos estejam à mão cidades para que vos sirvam de refúgio, para que ali se acolha o homicida que ferir a alguma alma por erro.

Js 20:3- Para que fuja para ali o homicida que matar alguma pessoa por erro e não com intento: para que vos sejam refúgio do vingador de sangue.

Na lei Mosaica o homem que ferisse outro de modo que este morresse, também morreria. Isso já havia sido uma aliança de Deus com Noé.

Gn 9:6 - Quem derramar o sangue do homem, pelo homem o seu sangue será derramado, porque Deus fez o homem conforme sua imagem.

Observe a penalidade para quem pecasse em Gn 2:17 - mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás, porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.

Contudo a Palavra nos diz que se não tivesse armado cilada para matar, mas matasse por erro, acidente, Deus então designou um lugar para onde pudesse fugir. Esse lugar, portanto, chamou-se cidade de refúgio.

PARA QUEM SERVIAM AS CIDADES DE REFÚGIO?

Nm. 35:11 - Eram cidades de proteção  não aos criminosos, mas aos que precisavam de refúgio de ódio e vingança.

Era a maneira de Deus preservar o inocente de um crime, do vingador de sangue.

QUEM ERA O VINGANDOR DE SANGUE?

Era o parente próximo da vítima, que saia para matá-lo por vingança da morte na família.

Profeticamente Deus mostrava um refúgio para o homem inocente, reto e puro de coração.

Dn 6:22 - O meu Deus enviou seu anjo e fechou a boca do leões, para que não me fizessm dano, porque foi achado em mim inocência diante Dele.

As cidades falam profeticamente a respeito da pessoa de Jesus como o nosso refúgio.

QUANTAS E QUAIS CIDADES FORAM DESIGNADAS PARA REFÚGIO?

O próprio Deus foi quem cuidou dos detalhes de localização de cada uma das seis CIDADES DE REFÚGIO (indicamos o nome de cada uma delas abaixo). A localização geográfica era estratégica: três do lado leste do rio Jordão e três na terra de Canaã (Nm 35:13). Quando o Senhor entregou Canaã aos Hebreus, Ele ordenou que a terra fosse dividia em três partes, e cada parte deveria escolher uma CIDADE DE REFÚGIO (Dt 19:2-3). Assim, foram instituídas as três primeiras: BEZER, RAMOTE e GOLÃ.
A partir do momento em que outras terras de Canaã fossem dadas aos Hebreus, mais três CIDADES DE REFÚGIO deveriam ser acrescentadas (Dt 19:8-9).
Os nomes dados as outras três CIDADES DE REFÚGIO que surgiram posteriormente foram: QUEDES, SIQUÉM e QUIRIATE-ARBA.
Nm 35:13 - E das cidades que derdes haverá seis de refúgio para vós.

Obs: das cidades dadas aos levitas (ao todo 48) as seis de refúgio estavam entre essas. 

Nm 35:14 - Três destas cidades daquém do Jordão e três destas cidades dareis na terra de Canaã: cidades de refúgio serão.

MAPA DAS 6 CIDADES DE REFÚGIO

QUAIS AS CARACTERÍSTICAS DESTAS CIDADES?

1- Fácil acesso;
2- Abertas a todos os homicidas involuntários;
3- Não eram abrigos para assassinos;
4- Acesso aos estranhos
5- Dentro das cidades teriam proteção, fora das cidades não;
6- Ficavam em regiões altas / deserto;
7- Abrigava o homicida até a morte do Sumo Sacerdote.

Vamos agora recordar as características, fazendo a classe ver o paralelo perfeito das cidades de refúgio com a pessoa do Senhor Jesus. Jesus tem as mesmas características das cidades, pois quando Deus criou as cidades profeticamente anunciava Jesus Seu Filho Unigênito que seria o nosso refúgio.

1- FÁCIL ACESSO:

Dt 19:3 - Preparar-te-ás o caminho, e os termos da tua terra, que te fará possuir o Senhor teu Deus, partirás em três e isso será para que todo o homicida se acolha ali.

Is 52:10 - O Senhor desnudou o seu Santo braço perante os olhos de todas as nações e todos os confins da terra verão a salvação do nosso Deus.

A facilitação do acesso às CIDADES DE REFÚGIO exigia que as estradas fossem bem cuidadas e com sinais claros: REFÚGIO! REFÚGIO! Além disso, havia atletas treinados em corridas para ajudar na fuga dos inocentes.

Jesus tem sido anunciado a toda a criatura, por todo o mundo. Em qualquer parte do mundo o evangelho já foi anunciado. No passado a palavra foi difundida com muitas lutas, muitas dificuldades ( Ex: diáspora ) para que o nosso refúgio ( o Senhor Jesus ) fosse de fácil acesso.

2- ABERTAS A TODOS OS HOMICÍDAS VOLUNTÁRIOS E NÃO ERAM ABRIGOS PARA ASSASSINOS:

Is 20:1-4 - Fala aos filhos de Israel dizendo: apartai para vós as cidades de refúgio que vos falei pelo ministério de Moisés, para que fuja para ali o homicida que matar alguma pessoa por erro e não com intento, para que nos sejam refúgio do vingador de sangue. E fugindo para alguma daquelas cidades, por-se-á a porta da cidade e proporá as suas palavras perante os ouvidos dos anciãos de tal cidade, então o tomarão consigo na cidade, e lhe darão lugar para que habite com eles.

Jesus não ama o pecado, mas ama o pecador, e quando nós somos convencidos do pecado pelo Espírito Santo, os nossos pecados são perdoados. E ainda antes de conhecermos a vontade do Pai, pecamos (errais por não conhecerdes as escrituras). Jesus então nos justifica perante o Pai. Somos purificados, não temos mais a nossa culpa. Então Ele nos  acolhe, é o nosso refúgio.

4- ACESSO AOS ESTRANHOS:

Nm 35:15 - Serão de refúgio estas seis cidades para os filhos de Israel, e para o estrangeiro, e para o que se hospedar no meio deles, para que ali se acolha aquele que ferir alguma alma por erro.

Ele veio para os judeus, mas estes o rejeitaram.Contudo Jesus deu oportunidade a nós gentios para alcançar a salvação. Então Jesus é refúgio também para os gentios (estranhos).

5- DENTRO DAS CIDADES TERIAM PROTEÇÃO, FORA DA CIDADE NÃO:

Nm 35:26-27 - Porém se de alguma maneira o homicida sair dos termos da cidade do seu refúgio, onde se tinha acolhido, e o vingador de sangue o achar fora dos termos da cidade do seu refúgio, se o vingador do sangue matar o homicida, não será culpado do sangue.

Quando estamos na presença do Senhor Jesus temos toda proteção, todo refúgio, ao sairmos de Sua presença, podemos perder esta bênção.

6- FICAVAM EM REGIÕES ALTAS/ DESERTAS:

A primeira caracteristica mencionada foi: fácil acesso, e agora estamos mencionando regiões altas/desertos  como outra caracteristica. Parece ser até um paradoxo, como vemos aí uma coisa muito interessante a respeito da pessoa do Senhor Jesus.  Assim como as cidades de refúgio sempre encontramos  o escape pertinho de nós, porém  o  Reino dos Céus é conquistado com esforço com muita determinação.

As caracteristicas 1 e 6 se somam  perfeitamente: O Senhor sempre está perto para nos ajudar, mas é necessário que haja da nossa parte esforço e perseverança para que possamos estar  separados das coisas  terrenas, posicionados num plano mais elevado.

7- ABRIGAVA O HOMICIDA ATÉ A MORTE DO SUMO SACERDOTE:

Nm 35:25 - A congregação livrará o homicida da mão do vingador do sangue, e a congregação o fará voltar à cidade do seu refúgio, onde se tinha acolhido, e ali ficará até a morte do sumo sacerdote, a quem ungiram com santo óleo.

Era abrigo até a morte do sumo sacerdote. 
Essa característica era muito importante porque aponta o sacrifício de Jesus como o fim daquele artifício de refúgio (as cidades). A partir da morte de Jesus, temos  refúgio eterno.

Sl 91:2 - Direi do Senhor: Ele  é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e Nele confiarei.

Martinho Lutero, em 1529, quando estava escondido no castelo em Coburg, escreveu o hino Castelo Forte fazendo alusão ao refúgio que Cristo lhe estava dando naquele momento. Neste hino, Lutero expressa o quanto podemos confiar em Jesus, nosso Castelo Forte, nosso Escudo e Boa Espada. Mostra também que quem nos defende é o Senhor dos altos céus, o próprio Deus, e que o nosso grande acusador cairá com UMA SÓ PALAVRA! ESTA CIDADE SERÁ DE REFÚGIO TANTO PARA O ISRAELITA COMO PARA OS ESTRANGEIROS (Nm 35:15).

SIGNIFICADO DOS NOMES DAS CIDADES:

Js 20: 7-8 - Designaram pois, solenemente a Quedes na Galiléia, na região montanhosa de Naftali, e a Siquém, na região montanhosa de Efraim, e a Quiriate-Arba, ou seja Hebrom, na região montanhosa de Judá. Dalém do Jordão na altura de Jericó para o oriente,designaram Bezer, no deserto, no planalto da tribo de Ruben; e a Ramote em  Gileade da tribo de Gade, e a Golã em Basã da tribo de Manassés.

OBS: Ao designar estas cidades, Deus, mostra profeticamente o plano de salvação (refúgio eterno em Jesus) para o homem.

1- Quedes = Santo
2- Siquém = Ombro
3- Hebrom = Companheiro
4- Bezer = Fortaleza
5- Ramote- Gileade =  Exaltação
6- Golã = Levou Cativo.

APLICAÇÃO PROFÉTICA DO NOME DE CADA CIDADE: 

1- QUEDES:

Quando o Senhor escolheu a primeira cidade, Quedes, estava querendo falar do nosso refúgio, o Senhor Jesus. Quedes quer dizer: Santo. Jesus desceu do esplendor de sua glória, para se fazer homem. Ele nos tem lembrado que para alcançarmos a salvação, temos que ser santos.

Hb 12:14 - Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá a Deus.

2- SIQUÉM:

Siquém quer dizer: ombro. Acompanhando a ordem, Jesus desceu da Sua glória,(Quedes) e se fez homem como nós (Siquém).

Mt 10:29 Tomai sobre vós o meu jugo.
Dois animais ao serem submetidos ao jugo, precisam ter a mesma altura, precisam estar ombro a ombro, para que o jugo encaixe perfeitamente.

Jesus nos convida a tomar sobre nós o jugo Dele que é leve. Para isto tem que estar na mesma altura que nós, ombro a ombro, caminhando juntos. Quando Deus anuncia a segunda cidade, profeticamente nos mostra que o nosso refúgio eterno estaria oferecendo o Seu ombro para nós.

3- HEBROM:

Hebrom quer dizer: União, Unido, Companheiro, ou Quiriate-Arba que quer dizer, cidade dos quatro, (por ser constituída por 4 bairros diferentes), ou ainda cidade da humilhação. Esta cidade aponta para o Senhor Jesus ao lado do homem, culminando com Sua maior humilhação morte de cruz, por isso o nome da cidade da humilhação.

CURIOSIDADES: 

Para alcançae a próxima cidade é só seguir em linha reta, passando pelo Mar Morto.
 
Mar Morto -  nenhum outro mar ocupa lugar mais profundo na superfície do globo. Suas águas são mais salgadas que os outros oceanos, devido a natureza do solo, muito saturado de cloreto de sódio, cálcio e magnésio.

Na sequência das cidades para passar para a quarta cidade temos que atravessar o Mar Morto.

• Jesus desceu do esplendor de Sua glória;
• Ofereceu Seu ombro;
• Tornou-se companheiro.

E para trazer refúgio eterno, teve que passar pela morte (mar morto). Ficou 3 dias no seio da Terra. O Mar Morto, o mais profundo, significa o momento em que Jesus desceu não só aqui se fazendo homem, mas ainda mais ao seio da Terra.  Mas ao terceiro dia ressurgio com brado de vitória!

4- BEZER:

Bezer significa: Ouro, Prata, Fortaleza.

Mostrando agora o poder (ouro) de Jesus em vencer a morte, mas nos trazer redenção (prata) e fortaleza - lugar seguro- eternidade.

Jesus Cristo é a fortaleza de todos os que nele confiam — Sl 43:2, Is 52:1, 2 Tm 1:7.

5- RAMOTE GILEADE:

Quer dizer : Exaltado.

Fl 2:9-10 - Pelo que também Deus o exaltou soberanamente, e Lhe deu um nome que é sobre todo o nome. Para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho dos que estão nos céus na terra,e debaixo da terra.

6- GOLÃ:

Quer dizer: Levou cativo o nosso cativeiro.

Mostrando aqui o objetivo único de Deus Pai, levar presos os nossos pecados.

Is 53:5- Mas Ele foi ferido pelas nossas transgressões, e moído pelas nossas iniquidades: o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

Ele é aquele que levou consigo todo o nosso,  pecado toda nossa transgressão, toda nossa dor, tudo que nos tornava cativo das trevas Ele levou consigo e nos libertou.

CRISTO NOSSO REFÚGIO:

Hoje temos um refúgio eterno!  Jesus é o nosso refúgio!

As CIDADES DE REFÚGIO estabelecidas pelo Senhor através de Moisés e confirmadas a Josué eram a proteção daqueles que eram culpados involuntariamente; assim CRISTO se tornou através da sua morte na cruz nossa eterna CIDADE DE REFÚGIO, NELE encontramos misericórdia, segurança e salvação.

Em CRISTO há aceitação para o rejeitado, há REFÚGIO para o excluído!


Topo