AS 7 TRANÇAS DE SANSÃO E OS MEIOS DE GRAÇA

POR NILDO OLIVEIRA
AS 7 TRANÇAS  DE SANSÃO E OS MEIOS DE GRAÇA

Então ela o fez dormir sobre os seus joelhos, e chamou a um homem, e rapou-lhe as sete tranças do cabelo de sua cabeça; e começou a afligi-lo, e retirou-se dele a sua força. Juízes 16:19 

Vemos na história de Sansão que quando ele começa a agir contra os Filisteus, eles fazem de Sansão seu alvo, ou seja, eles precisavam eliminar Sansão para que as coisas ficassem como antes. Então usaram Dalila para saber por que ele tinha tanta força. Até que chegou um momento em que Sansão abre o seu coração e revela o seu segredo. 

As coisas de Deus são reveladas para seus servos e não podemos revelar. A força de Sansão estava na verdade na sua OBEDIÊNCIA há uma revelação de Deus. 

Quando ele revela o Segredo ele desobedece ao Espírito Santo. Ele então perde a benção do Senhor, Ele dormiu, o sono fala da acomodação, quando acordou ele se esqueceu que foi Deus quem havia dado a ele as suas vitórias e ele diz “Eu, me livrarei como das outras vezes”.

O SEGREDO

O Senhor tem revelado o segredo para nós, o segredo para o homem ser cheio do Espírito Santo é a obediência a Deus, é seguir a sua santa palavra (escrituras).

As Sete tranças pode nos falar dos meios de alcançar a graça de Deus que não podemos deixar ser cortada em nossas vidas. Veremos cada um deles:

1- NÃO CORTE A TRANÇA DA LEITURA BÍBLICA

Leitura e Meditação na Palavra, não é ler por ler e sim meditar na porção que o Senhor nos dá a cada dia, e além disso viver a palavra viva.

A Bíblia é a Palavra de Deus. Quando você lê a Bíblia, Deus fala com você. Tudo que Deus diz tem poder. Se você estudar a Bíblia com atenção, deixando Deus falar a seu coração, suas palavras vão mudar sua vida.

2 - NÃO CORTE A TRANÇA DA "ORAÇÃO" 

Precisamos voltar a ter o hábito de “ligar e desligar”. O que Jesus está querendo ensinar com essa passagem? Dentre tantos ensinos que ela pode trazer é: a oração “ligar e desligar” é apresentar a Deus toda a nossa vida, nos seus mínimos detalhes, através dessa prática.

Com essa correria, em que o mundo se encontra, temos negligenciado demais tal prática, quando nos deparamos com problemas, adversidades e situações a serem resolvidas usamos todo nosso recurso humano primeiro ao invés de ligar tais coisas a Deus através da oração, por isso não conseguimos resultados positivos na nossa vida diária e é por isso, que a maioria dos cristãos andam enfermos, fracos e insensíveis espiritualmente. É a falta da oração secreta, passar horas a sós com o Pai, ser santificado por ele, ter o caráter transformado, receber maturidade espiritual e ser influenciado pelo Espírito Santo em todas as decisões, isso só pode ser conseguido através da oração.

  • “Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu.” (Mateus 18.18)

Ore pelo sangue de Jesus. Somente o sangue de Jesus é cheio de virtude para purificar a alma aflita. O sangue de Cristo liberta de todo pecado. A nossa alma exulta, quando sentimos a ação do Espírito Santo.

Logo, o sangue de Jesus, que é o Espírito Santo, é a prova que somos filhos de Deus.

Da alma remida pelo sangue de Cristo brota o louvor do qual Deus se agrada e até o mais humilde camponês tornar-se-á o maior de todos os poetas naquele simples ato.

3 - NÃO CORTE A TRANÇA DO "LOUVOR" 

A gratidão na vida do servo não pode faltar, precisamos ser gratos pela tão grande salvação, há vários exemplos na palavras de servos que venceram através do louvor.

O louvor está presente em toda a Palavra de Deus. Tanto no Velho testamento como no Novo testamento.

O louvor  é uma manifestação espiritual de adoração a Deus. Louvar é algo muito próximo de elogiar. O louvor é uma reverência, adoração. Veja o que o salmista diz:
  • Cantem de alegria ao Senhor, vocês que são justos; aos que são retos fica bem louvá-lo. Louvem o Senhor com harpa; ofereçam-lhe música com lira de dez cordas. Cantem-lhe uma nova canção; toquem com habilidade ao aclamá-lo. – Salmos 33:1-3

4 - NÃO CORTE A TRANÇA DO "JEJUM"

Uma vida de santificação, precisamos mortificar a carne, viver em Espírito.

O jejum bíblico está sempre ligado a uma atenção maior à oração e à comunhão com Deus. O jejum divorciado da oração não é um jejum bíblico.

O jejum não muda a Deus. Ele é o mesmo antes, durante e depois de seu jejum. Mas, jejuar mudará você. O propósito principal  do jejum é mortificar a carne, o que nos fará mais suscetíveis ao Espírito Santo.

O jejum não tornará Deus mais bondoso ou misericordioso para conosco, ele está ligado diretamente a nós, à nossa necessidade de romper com as barreiras e limitações da carne. O jejum deixará nosso espírito atento pois mortifica a carne e aflige nossa alma.
  • "Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum". Mateus 17:21

5 - NÃO CORTE A TRANÇA DA CONSULTA A DEUS

A bíblia nos conta a história de homens e mulheres de Deus que sempre buscaram o conselho dele, para a tomada das decisões mais importantes de suas vidas. Tais pessoas nunca deixaram de conhecer os segredos de Deus, afinal os segredos dele sempre estiveram reservados para aqueles que o temem.  (Salmos 25:14).

Poderia citar diversos personagens bíblicos, que com a humildade dos que precisam perguntar (por necessidades físicas ou por aflição da alma) experimentaram um perfeito diálogo com o Eterno. O que dizer de Abraão, Isaque, Rebeca, Jacó, José, Rute, Samuel, Ester, Daniel, Paulo, Pedro, João e tantos outros que compõem a nuvem de testemunhas fiéis do Senhor.

6 - NÃO CORTE A TRANÇA DO CULTO NO LAR

O culto no lar é muito importante para a integração da família e para o crescimento espiritual de todos, inclusive, da Igreja. 

O culto no lar é um tesouro perdido na vida da maioria do povo de Deus. Essa perda tem profundas e tristes conseqüências. Ela aponta uma perda de profundidade no relacionamento com Deus e também um enfraquecimento da comunhão familiar.

O culto no lar corrige a prioridade do nosso relacionamento com Deus. Precisamos buscar o Reino de Deus em primeiro lugar e o culto no lar abre esse caminho para priorizarmos nossa relação com Deus acima de quaisquer outros interesses. 

O culto no lar tem suas raízes no próprio Deus ao criar o ser humano para ter íntima comunhão com Ele. Foi plano de Deus que esse ser criado formasse família e juntos servissem ao Senhor com alegria. - plano esse seguido por Josué, conforme o capítulo 24:14-15: "Agora, pois, temei ao Senhor e servi-O com integridade e com fidelidade (...) eu e a minha casa serviremos ao Senhor".

7 - NÃO CORTE A TRANÇA DA EVANGELIZAÇÃO

É um das ordenanças do Senhor "Ide" evangelizar almas perdidas, uma das evidências de um salvar é quando ele deseja Salvar vidas. A palavra nos diz para fazermos a obra de um Evangelista.

Evangelismo é contar as boas notícias sobre Jesus para outras pessoas. Todo crente é chamado para evangelizar.

O evangelismo é muito importante porque traz salvação para muitas pessoas. A fé vem por ouvir o evangelho (Romanos 10:17). Normalmente uma pessoa só vem para Jesus porque um dia alguém lhe falou sobre Jesus (evangelizou).

CONCLUSÃO:

Sansão perdeu todas as tranças, o Espírito Santo se afastou dele porque ele colocou o seu “EU” a sua vontade e desobedeceu a Deus.

Os recursos da graça não é uma troca ou um meio de negociar com Deus, e sim uma necessidade de colocar em ordem nossas vidas.

Topo