SOFONIAS 1:7 - ANÁLISE HISTÓRICA E PROFÉTICA

POR ÁLVARO OSTROSKI
SOFONIAS 1:7 - ANÁLISE HISTÓRICA E PROFÉTICA

"Cala-te diante do Senhor DEUS, porque o dia do SENHOR está perto; porque o SENHOR preparou o sacrifício, e santificou os seus convidados". Sofonias 1:7

Analisaremos o contexto que vivia o povo de Deus quando o Profeta Sofonias profetizou o verso 7 do cap 1 e sua análise histórica e profética para o nosso tempo.

HISTÓRICO
Sofonias foi um profeta pré-cativeiro babilônico. Profetizando durante o reinado de Josias que foi de 640 a.C a 609 a.C. Alguns estudiosos creem que o auge de seu ministério profético foi em 621 a.C, antes da reforma feita pelo rei Josias (2Rs 23:4-16), inclusive se cre que as profecias de Sofonias tenham servido para embasar tal reforma;

Nesta época de Sofonias o reino de Israel era dividido em Sul, chamado Reino de Judá, e Norte, chamado de Reino de Israel. O Reino de Israel estava cativo na Assíria em tal época;


Infelizemente Judá continuou com seus pecados e foi levado cativo para a Babilônia em 605 a.C;


Deus adverte Judá a respeito do juízo que viria devido aos seus pecados de idolatria e violência(v.2-6 e 9);


A profecia apontava para uma destruição total (v.2,3);

Deus adverte acerca de três tipos de idolatria, sendo a Baal, o exército de Estrelas (adoração aos astros como sol, lua, vênus) e Moloque ou Milcom (v. 4,5);
Judá tinha uma espécie de culto ecumênico onde juravam pelo SENHOR e por Moloque (v. 5);

Eles assim se desviaram do SENHOR, não buscavam ao SENHOR e não queriam saber a vontade do SENHOR. Seu interesse estava em qualquer outra coisa menos em Deus (v.6);


No verso 7 temos o Senhor falando a Judá:


1.  “Calem-se diante do Soberano Senhor” 

O Senhor Jeová estava irado com Judá e não queria ouvir seus argumentos. Deus afirma ainda que Ele era o Soberano, ou seja, estava acima de Baal, o exército de Estrelas e Moloque;

2. “O dia do Senhor está perto”

Deus estava declarando que o dia de execer seu juízo sobre Judá estava próximo;

3. “O Senhor preparou o sacrifício”

Neste sacríficio a vítima é Judá o impenitente;

4. “Santificou os convidados” 

Santificou aqui é a idéia de separou os convidados para participarem do juízo de Judá, sendo as testemunhas do mesmo.

PROFÉTICO:


Sofonias foi um profeta pré-cativeiro Babilônico. O servo fiel nesta hora é um profeta pré-tribulação que anúncia que Deus está irado com o pecado do mundo;

Sofonias influênciou na reforma executada por Josias. O servo fiel influência neste Tempo de Restauração tanto dos crentes mornos como ímpios;

Sofonias profetizou sobre uma destruição total. A igreja fiel está anunciando por meio das Escrituras acerca de uma destruição total dos ímpios, seja por meio da Grande Tribulação, seja pelo Juízo Final;

Sofonias elencou a idolatria a três falsas divindades. Hoje também tem se trocado a adoração ao Trino Deus;

Assim como na época de Sofonias as pessoas se desviam do caminhos do Senhor, não buscam ao Senhor e não querem saber a vontade do Senhor. Aliás elas odeiam ao Senhor, pois assim como fez no passado Ele repreendem as praticas pecaminosas das pessoas;


Diante disso, assim como no verso 7, temos:


1.  Deus, o Soberano, ordenando que os homens se calem;

2. Dia do juízo de Deus sobre o pecado está perto;

3. O Sacrifício dos pecadores impenitentes está preparado. Para a igreja este sacrificio já foi executado em Jesus, por isso estamos livres deste dia;

4. Os convidados para testemunharem este dia de juízo já foram separados pelo Senhor através do Espírito Santo que os conveceu do pecado, da justiça e do juízo. Estes convidados são a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

O alerta final é arrependa-se e volte-se ao Senhor.


Topo