ENTENDA O "EXAMINAIS AS ESCRITURAS"

POR NILDO OLIVEIRA
ENTENDA O "EXAMINAIS AS ESCRITURAS"

"Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam;" (João 5:39)


1. INTRODUÇÃO  

Analisando o contexto de João 5.39 Jesus havia curado um homem que estava enfermo a 38 anos (João 5:5). Os judeus não gostaram dEle ter curado no sábado (o sábado era sagrado para eles e não se podia trabalhar) e tentavam mata-lo, Jesus então começa a falar que sua autoridade vem de Deus Pai e que faz as obras do Pai, e que é filho de Deus, se igualando a Deus, então os judeus se revoltam mais ainda contra Ele, nesse contexto Jesus começa a dizer que eles lêem as escrituras porque acreditam encontrar a vida eterna através delas, mas que as escrituras falam a respeito dEle. De fato o novo testamento assim como na bíblia inteira o ponto central é Jesus Cristo.


2. EXAMINAIS AS ESCRITURAS

O modo do verbo pode ser indicativo ou imperativo, mas o indicativo é o mais apropriado neste contexto.

Literalmente, seria: “Vocês estão examinando as Escrituras, porque nelas acham que terão a vida eterna”. (Beacon)

A palavra "examinais" no grego pode ser:

a. Indicativo - "costumais examinar", uma ação continua (ou seja, vocês sempre estão examinando as escrituras)

b. Imperativo - "examinai as escrituras" como uma ordem.

A mais aceita é o “indicativo”, ou seja, Jesus está falando que eles examinavam as escrituras e não dando ordem ou pedindo para que examinassem.


3. AS ESCRITURAS REVELAM CRISTO

A grande tragédia dessa história é que os Judeus, com toda sua pesquisa detalhada dos escritos sagrados, ainda não tinham achado a chave que os levaria ao seu objetivo. O objetivo era a vida eterna, mas ela só podia ser obtida através daquele de quem as Escrituras testemunhavam (CRISTO).

Os judeus se declaravam crentes nas Escrituras e estavam cientes de que, rejeitando Jesus, eram leais as leis de Moisés. Jesus, porém, declara que uma verdadeira lealdade a Moisés os levaria a aceitá-lo, porque nas Escrituras Moisés testifica dEle (Vs 46).

Jesus insiste que a razão da incredulidade dos judeus não é falta de evidência, e sim falta de viver do amor e humildade.

Os testemunho de Moisés e Jesus estão totalmente ligados de tal forma que crer em um implica em crer no outro, rejeitar um significa rejeitar o outro.

Os religiosos da época recusavam-se a aceitar que Jesus era a vida eterna que as escrituras tanto revelavam. O novo testamento afirma que a vida é encontrada naquele que é o “fim da lei, para que todos os que crêem sejam aceitos por Deus” (Rm 10.4).


4. CONCLUSÃO

De nada adianta ser um grande conhecedor das Escrituras, um teólogo com vários títulos, se não enxergar nelas Jesus. A vida está em Jesus Cristo, o homem não é capaz de ser salvo pela guarda das leis dadas através Moisés. O homem só é salvo através da fé em Jesus Cristo (2 Tm 3.15), que veio dar a sua vida em resgate das nossas (Marcos 10:45) e nos dar o seu Espírito Santo o qual nos vivifica (João 7: 28-29) e nos faz nascer de Deus (João 1: 11-13).

Concluo esse estudo deixando a frase de dois reformados respeitados no mundo inteiro acerca de cristo testificado nas Escrituras:

Disse F. F. Bruce: A palavra de Deus torna o leitor sábio com respeito à salvação, mas elas deixam claro que esta salvação é obtida somente “pela fé em Cristo Jesus” (2 Tm 3.15).

Disse John Stott: O Jesus autêntico deve ser encontrado na Bíblia - o livro que pode ser descrito como o retrato que o Pai fez do Filho, colorido pelo Espírito Santo. Portanto, a ignorância das Escrituras é ignorância de Cristo.



FONTE DE PESQUISA

Bruce, F. F. João: introdução e comentário, p. 129. p. 126;
Stott, John. O discípulo radical. Viçosa: Ultimato, 2010, p. 38;
Hernandes Dias Lopes - Comentário expositivo de João - Hagnos. p. 169.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Temas

Topo