POR QUE O GÊNESIS É TÃO IMPORTANTE?

POR 

POR QUE O GÊNESIS É TÃO IMPORTANTE?


Observação


Este é um artigo escrito por Thomas Purifoy Jr. Ele está originalmente disponível em Inglês e você pode acessá-lo através do site isgenesishistory.com com o seguinte título: "Why is Genesis So Important Today?", que em tradução livre significa "Por Que o Gênesis é Tão Importante Hoje?".


O objetivo deste artigo é mostrar (de forma sintética) o porquê da necessidade de tomarmos o Gênesis como literal, verdadeiro e histórico, bem como quais são as consequências de nos desviarmos dessa gloriosa verdade.


Que Deus lhe abençoe,

Administradores do Grupo Palavra Revelada Oficial.


Esboço


1. Gênesis é o fundamento do Evangelho   -   2. O Gênesis é a solução para nossa cultura   -   3. O Gênesis está sendo interpretado pelos evolucionistas   -   4. A História do Gênesis é confirmada pelo mundo ao nosso redor


Introdução


Vamos ser honestos: os primeiros capítulos de Gênesis são bastante controversos. Há diversas coisas nesses capítulos que deixam as pessoas desconfortáveis, de fato. Como resultado, algumas pessoas em seminários e academias escolares estão procurando substituir a história registrada no Gênesis por uma história diferente, supostamente baseada nas recentes descobertas da ciência evolucionária. 


(...) Nós entendemos que os eventos e as pessoas incluídas nesses capítulos são de grande importância. Tais registros são parte de uma história real que os cristãos precisam saber que trata-se de algo que realmente aconteceu. Além disso, eles precisam saber que o Gênesis é uma história confirmada pelo mundo ao nosso redor.


1. Gênesis é o fundamento do Evangelho


Tudo começa com Adão. Se Adão não trouxe o pecado e a morte ao mundo, então Cristo não precisou vir nos salvar.


O Apóstolo Paulo entendeu isso. É por isso que ele compara Adão com Jesus: "Porque assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem. Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo". Paulo se refere a Jesus, inclusive, como "o último Adão".


"Jesus veio nos salvar porque o Gênesis é histórico, é real". 


Lucas também entendeu isso. Ele liga Jesus a Adão através de uma genealogia única e completa. Ele nos diz, então, que Jesus foi ao deserto para ser tentado por Satanás; Jesus estava espelhando a tentação de Adão, no entanto, desta vez, para obedecer ao Senhor.


Jesus sabia qual era sua missão: anular a sentença de morte sobre a humanidade e a maldição da corrupção sobre a criação. Sem Adão, não há pecado - e sem pecado, não há morte ou corrupção - e se não há morte e corrupção, não há sentido para Jesus (salvação).


Jesus veio nos salvar porque o Gênesis é histórico, é real. Como disse D. Martin Lloyd-Jones: "Eu não tenho evangelho a menos que o Gênesis seja, de fato, histórico".


Painted Desert


2. O Gênesis é a solução para nossa cultura

Se a cultura é a forma que as pessoas escolhem para organizar suas vidas, então o Gênesis é onde Deus nos mostra Sua ordem para a cultura.


Todos nós sabemos que há ideias culturais estranhas sendo abraçadas hoje em dia. O que é raro ouvir, entretanto, é alguém em praça pública apontar o Gênesis como a razão pela qual algo deve ou não deve ser feito. Como resultado, há muitas pessoas sentadas em bancos e adolescentes em grupos de jovens que precisam ouvir o que o Gênesis tem a dizer sobre a cultura.


Vejamos, por exemplo, a questão dos transgêneros: se Deus criou o homem à sua própria imagem como homem e mulher, então somos essencialmente homem ou mulher desde o início. Nosso sexo não pode ser mudado.


Ou então, tomemos a exemplo o casamento: se Deus criou Eva para casar-se com Adão e ter filhos, eles são o padrão para todos os homens e mulheres que vieram após eles. Dois homens ou duas mulheres não podem se casar um com o outro, nem gerar filhos. 


(...) A lista continua: vida, economia, gestão ambiental, tecnologia, alimentação, ciência... Gênesis é o verdadeiro livro contra-cultural que nos fornece o padrão definitivo de como devemos ordenar as nossas vidas hoje.



Del TACKETT CONVERSANDO COM TODD WOOD SOBRE O REGISTRO FÓSSIL DE HOMINÍDEO.


3. O Gênesis está sendo interpretado pelos Evolucionistas


Há um movimento influente hoje em dia do qual muitos cristãos não conhecem. Seu objetivo é reintroduzir a evolução darwiniana na teologia cristã. Essa ideia é chamada de "evolução teísta" ou "criação evolutiva". O principal grupo que defensa essa visão é o BioLogos. Em seu website há muitos cristãos e pensadores conhecidos (muitos dos quais eu respeito) que estão defendendo essa ideia.


Tal organização está ensinando heresia. Isso já foi visto como heresia no século XIX, quando Asa Gray, um cientista americano e amigo de Charles Darwin, tentou pegar a nova história do mundo apresentada por ele a fim de usá-la para reinterpretar o Gênesis.


Darwin não achava que isso fosse possível. Afinal de contas, todo o objetivo de sua teoria era substituir o que nos relata o Gênesis. No entanto, alguns teólogos e cientistas tentaram fundir as duas histórias para "tentar manter o evangelho".


É a ilusão do diabo. Aqui estão alguns dos pontos heréticos dos quais os evolucionistas teístas promovem e que contradizem o relato bíblico:


  • Houve centenas de milhões de anos de morte no mundo antes de Adão pecar;
  • A criação sempre esteve sujeita à corrupção;
  • Adão e Eva eram apenas dois hominídeos de um grupo de criaturas do tipo hominídeo que os antecedeu por centenas de milhares de anos;
  • Não existem tipos de únicos criados, já que tudo remonta a um ancestral bacteriano comum;
  • Deus usou a evolução (que progride através da morte dos inaptos e sobrevivência dos mais aptos) como a principal maneira de criar tudo o que vemos.


Claramente, esta é uma história de mundo completamente diferente daquela ensinada no Gênesis. O grupo BioLogos é muito bem financiado e tem gastado bastante dinheiro tentando influenciar diversos pastores e estudantes de seminário a fim de que adotem suas ideias. Mas isso é muito perigoso: não ensinam apenas uma teologia ruim, mas também apresentam teorias científicas insensatas.


Grand Canyon - Panoramic

4. A História do Gênesis é confirmada pelo mundo ao nosso redor


... o Gênesis é um livro preciso de história.


Em face disso, os eventos que ele registra podem ser confirmados pelo estudo do mundo ao nosso redor. Desde as enormes camadas de sedimentos - preenchidas com fósseis - que foram empilhadas pelos continentes (o que evidencia uma inundação global) à complexidade mutuamente dependente e inter-relacionada de infinitos ecossistemas e sistemas biológicos (que são evidências da criação de seis dias) à realidade da morte, do pecado e da corrupção em toda parte (que evidenciam uma Queda universal), o Gênesis nos dá uma história que é segura e confiável.


No filme Is Genesis History?, Del Tackett passa um bom tempo juntamente com mais de uma dúzia de cientistas explicando o mundo ao nosso redor à luz da história registrada no Gênesis. Eles representam apenas uma fração das centenas de cientistas que veem o Gênesis como um registro verdadeiro e preciso da história do mundo.


Afinal de contas, tudo se resume à autoridade das Escrituras. Assim como Jesus, Pedro, Paulo, Lucas e João viram o Gênesis como um livro de autoridade histórica, assim devemos nós vê-lo também. Quando os cristãos reconhecerem que o Gênesis trata-se realmente da história, de algo real, eles mudarão a maneira como veem todo o resto.


"Nada no mundo faz sentido, exceto à luz do Gênesis".

— Del Tackett



Fonte: https://isgenesishistory.com/

, Autor do Artigo.

Traduzido por Rodrigo Henrique Campos Oliveira.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Temas

Topo