O MINISTÉRIO RESPONSÁVEL DE ISAÍAS

POR NILDO OLIVEIRA
O MINISTÉRIO RESPONSÁVEL DE ISAÍAS

"No ano em que morreu o rei Uzias, eu vi também ao Senhor assentado sobre um alto e sublime trono; e o seu séquito enchia o templo." Isaías 6:1

Isaías significa “o Senhor salva”. Ele era filho de um homem chamado Amoz e profetizou durante os reinados de quatro reis de Judá: Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias (Isaías 1:1).

O profeta Isaías foi chamado para exercer seu ministério em aproximadamente 739 a.C., no ano em que morreu o rei Uzias. O relato bíblico não informa se antes disso Isaías já pregava publicamente.

Também não é possível saber com exatidão quanto tempo durou seu ministério. Alguns estudiosos sugerem que ele tenha profetizado por cerca de 60 anos.

Veremos algumas características do ministério responsável de Isaías:

1°-  MINISTÉRIO ESPIRITUAL:

Isaías fora chamado por Deus para realizar a sua obra como profeta justamente no ano em que Uzias havia morrido, no ano que morre um homem com seu coração soberbo, nasce espiritualmente, um homem disposto a realizar a obra de Deus.

No interior do homem pode-se dizer que existem duas naturezas, uma é carnal, quando o homem sai do ventre de sua mãe e vem ao mundo, a outra é espiritual, quando Deus se revela ao coração e ele passa então a ver o que Deus tem para ele, as duas origens são representadas por Uzias e Isaías.

Uzias - ministério carnal: Vaidade, orgulho, soberba,  a natureza humana pecaminosa que é contrária a vontade de Deus.
  
Isaías – ministério Espiritual: Aquilo que vem de Deus, Eternidade, a vontade do Senhor manifestada e o homem pronto a atendê-la "Eis-me aqui"

Um pastor não pode ser movido pelo calor da emoção, e agir no empulso do momento, mais deve ter as evidências dos frutos do Espírito para guiar o rebanho do Senhor. (Gálatas 5:23)

2- MINISTÉRIO CHEIO DO ESPÍRITO SANTO:

O chamado de Isaías para o seu ministério é um dos mais extraordinários registrados no Antigo Testamento. Na ocasião, Isaías teve uma visão do trono de Deus, e contemplou serafins que proclamavam a santidade de Deus. Isaías viu a Glória de Deus.

O ministério de um Pastor não pode ser vazio, seco, ele deve ser em comunhão com Deus, e cheio de sua glória. Só se alcança essas características em Oração. Isaías era usado nos dons Espirituais. Os ministros de Deus devem ser cheios do Espírito Santo e usados nos dons espirituais.

3- MINISTÉRIO HUMILDE:

Diante de tamanha glória, o profeta assumiu sua própria pecaminosidade. Ele se considerou impróprio para a função de profeta ao dizer: “sou um homem de lábios impuros” (Isaías 6:5). Mas um dos serafins tocou sua boca com uma brasa viva e lhe purificou.

Isaías não era soberbo, reconhecia sua natureza pecaminosa, e diante desse reconhecimento o Senhor veio a operar na sua vida ( tocou na boca com uma brasa).

4- MINISTÉRIO SENSÍVEL E OBEDIENTE A VOZ DE DEUS:

Depois disso, o profeta escutou a voz do Senhor que dizia: “A quem enviarei, e quem há de ir por nós?”. O profeta então respondeu: “Eis me aqui, envia-me a mim” (Isaías 6:8).

Uma das principais características de um ministério é ouvir e obedecer a voz de Deus. E está disponível para realizar a obra diante de qualquer necessidade ( Eis me aqui, envia-me a mim).

5- MINISTÉRIO COM UMA MENSAGEM:

A mensagem do profeta Isaías mesclou repreensões e anúncios de maldições pela infidelidade do povo, com conforto e esperança pela restauração futura. Desse modo, o profeta Isaías pregou sobre a importância da fidelidade ao Senhor.

Do mesmo modo hoje temos uma mensagem de anunciar que a igreja precisa está em constante vigilância e santidade pois em Breve Jesus Virá, Maranata!

6- MINISTÉRIO CRISTOCÊNTRICO:

Isaías, o profeta messiânico. Já na época dos pais da Igreja o profeta Isaías era conhecido como o “evangelista do Antigo Testamento”. Tal designação se dá pelo modo detalhado e completo com que ele descreveu e profetizou o Senhor Jesus.

Muitos julgamentos profetizados por Isaías foram cumpridos no ministério de Jesus (cf. Isaías 53:4-6; 2 Coríntios 1:15; Hebreus 9:26). Além disso, o profeta Isaías apresentou Jesus como “o Servo” que traria justiça as nações; que restabeleceria a aliança; que iluminaria os gentios (no sentido de prover salvação a eles); que expiaria o pecado de seu povo e, finalmente, ressuscitaria dos mortos (Isaías 42:1-7; 49:1-7; 52:13-53:12).

Da mesma forma o ministério tem uma grande responsabilidade de anunciar  Jesus ao mundo, sua morte, ressurreição e gloriosa vinda, MARANATA!

O ministério Responsável não está preocupado em apresentar o homem ou a si mesmo como um grande pregador, mais voltado em anunciar o Salvador Jesus.

Topo