OS ATRIBUTOS DE DEUS SÃO VISTOS NA NATUREZA - CIÊNCIA E FÉ

POR ÁLVARO OSTROSKI
OS ATRIBUTOS DE DEUS SÃO VISTOS NA NATUREZA - CIÊNCIA E FÉ

“Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder como a sua divindade, se entendem e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis.” Romanos 1:20

Paulo ao escrever aos Romanos no Capítulo 1 está argumentando que nenhum ser humano poderá dizer um dia que não teve a oportunidade de saber que existia um Deus, pois a CRIAÇÃO É UMA TESTEMUNHA da existência de Deus.

Perceba mais especificamente o que diz esses dois trechos em destaque de Romanos 1:20: “Porque as suas coisas invisíveis ... se vêem pelas coisas que estão criadas”. Essas “coisas invisíveis” que aparecem no texto poderiam ser traduzidas como “atributos invisíveis”.

•O QUE É ATRIBUTO?

De forma simples atributo são as características de um ser. Logo, Romanos 1:20 está nos dizendo que os atributos de Deus, ou seja, suas características, podem ser vistas através da criação.

Vejamos alguns atributos do Deus da Bíblia e suas correspondências na criação:

•ONIPRESENÇA:

Estar presente simultaneamente em todos os lugares.
Salmo 139:7-10;

Existe na natureza algo que esteja em todos os lugares?
Sim! A Gravidade está em qualquer lugar do planeta terra.

•TRINDADE:

Deus único que subsiste em 3 pessoas distintas.
II Coríntios 13:14; Mateus 20:19; Mateus 3:13-17;

Existe na natureza algo semelhante à Trindade?
É possível ver na natureza a existência de uma regra que podemos chamar de 3 em 1, por exemplo: música é formada por melodia, harmonia e ritmo; tempo é passado, presente e futuro; espaço é altura, largura e profundidade; base da matéria (átomos) são formados por prótons, elétrons e nêutrons; estados básicos da matéria são sólido, líquido e gasoso e muitos outros exemplos.

•ETERNO E INFINITO:

Sempre ter existido e nunca se acabará. Salmo 90:2

Existe na natureza algo eterno e infinito?
Não! Mas temos o TEMPO que nós dá um referencial para entendermos o que é ETERNO e INFINITO, pois conhecendo o tempo sabemos que tudo tem um começo e um fim, por exemplo a vida de um ser humano que nasce e morre. Conhecendo o tempo conseguimos imaginar, mesmo que vagamente, o que é ser eterno e infinito.

•ESPIRITUALIDADE E INVISIBILIDADE: 

Não se enxerga.
João 4:24; I Timóteo 1:17

Existe na natureza algo invisível?
Sim! Vento. Inclusive a palavra hebraica para se referir ao Espírito Santo é ruah que significa também vento.

•IMUTABILIDADE:

Não muda.
Tiago 1:17

Existe na natureza algo imutável?
Sim! As mais diversas Leis Físicas que regem o Cosmos, como por exemplo, a translação da terra ao redor do Sol. Caso essa “Lei” deixa-se de existir (muda-se) a terra poderia começar a vagar sem rumo pelo Universo. Não teríamos mais noite e dia; inverno, verão, primavera e outono. Sem essa “Lei” bem definida e imutável não haveria vida na terra.

•IMORTALIDADE:

Não morre.
I Timóteo 1:17

Existe na natureza algo imortal?
Não! Contudo princípios como a Lei de Lavoisier que diz: “na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma” nos faz ter a noção que as coisas se perpetuam. Cabe aqui frisar que “nada se cria” está relacionado com o presente, pois a própria ciência afirma que tudo foi criado um dia, inclusive a Teoria do Big Bang é uma tentativa de explicação científica do surgimento do Universo e da vida.

•CONCLUSÃO:

Todos esses atributos citados fazem parte da classe de Atributos Naturais de Deus, também chamados de Atributos Não Comunicáveis de Deus, ou seja, aqueles que somente Deus os tem.

Existe ainda a classe dos Atributos Morais de Deus, ou Atributos Comunicáveis de Deus, que são aqueles que Ele colocou uma semelhança no ser do homem. São eles: Amor, Bondade, Justiça, Santidade, Paciência, Verdade, Fidelidade, Misericórdia, Graça e outros. 

Podemos finalizar declarando que sim “os atributos invisíveis de Deus se vêem nas coisas criadas”.

Topo