Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

ESPECIAL REFORMA PROTESTANTE

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

POR QUE OS APÓCRIFOS NÃO FORAM INCLUÍDOS NA BÍBLIA?

POR QUE OS APÓCRIFOS NÃO FORAM INCLUÍDOS NA BÍBLIA?
A bíblia utilizada por nós, Evangélicos (protestantes), possui 66 livros, sendo 39 no Antigo Testamento e 27 no Novo Testamento; todos esses livros são divinamente inspirados por Deus. Porém, durante a história do povo de Deus houve várias tentativas de incluir outros livros no Cânon Sagrado, os Apócrifos.


Apócrifo significa algo oculto, algo que não está em devida clareza; os livros apócrifos não foram incluídos justamente por não apresentar a iluminação divina acerca dos mesmos. Esses livros possuem divergências e discordâncias, ensinam doutrinas errôneas contrárias às Escrituras, e principalmente: não possuem o caráter divino. Podem ser lidos como materiais históricos, seus textos possuem uma lógica, contudo não possuem a autoridade para integrar o Cânon Sagrado.

No livro utilizado como base para este artigo,‘’ Evidência que exige um veredito: evidências históricas da fé cristã’’, o autor explica perguntas que eram feitas em alguns concílios a fim de constatar se o livro pertencia ao Cânon ou não:

a) Revela Autoridade? – Ou seja, veio da parte de Deus?
b) É profético? – Foi escrito por um homem de Deus?
C) É autêntico? – Qual a validade?
D) É dinâmico? – Veio acompanhado do poder divino de transformação de vidas?
E) Foi aceito, guardado, lido e usado? – Foi recebido pelo povo de Deus?

Eis acima o problema dos apócrifos, alguns podem até possuir uma intencionalidade filosófica ou reflexiva, mas não atendem às perguntas acima. Mesmo que um texto seja bem elaborado, não ter sido escrito por um homem de Deus, não apresentar transformação de vidas e não ser divinamente inspirado já são motivos suficientes para a não-inclusão no Cânon. Receber uma mensagem além da que foi pregada é anátema (Gálatas 1:8).

No Novo Testamento, além dessas perguntas, para atestar que um livro deveria ser incluído no Cânon, deveria ser observado se o livro foi escrito por um apóstolo ou por alguém que teve um contato direto com o mesmo. Isso ocorreu porque foi por meio do Espírito Santo que os apóstolos conduziram o povo acerca da Verdade (João 16:13). Tudo o que precisava ser escrito já foi. Podemos escrever livros, ensaios, comentários, artigos, etc., entretanto, esses textos não terão a Autoridade que a bíblia tem.

Cânon significa ‘’cana’’, ‘’junco’’. O junco era usado como instrumento de medidas, com ele era possível medir algo. No que tange à aplicação nas Escrituras, o cânon significa o padrão de Deus. Ou seja, é o livro padrão, que contém a mensagem padrão de Deus. Somos nós que devemos nos sujeitar a esse padrão, e não esse padrão a nós.

Para a Igreja Apostólica Romana, a bíblia possui mais do que 66 livros. Eles incluíram o que conhecemos por apócrifos. Você perceberá que na bíblia de um protestante o livro de Daniel vai até o capítulo 12, já na do católico vai até o 14. Além dos capítulos de acréscimos, outros livros foram adicionados. Tudo o que foi incluído resulta de uma tentativa de adicionar à mensagem bíblica livros que complementassem a Palavra de Deus, e também pelo fato da Igreja Católica considerar que a mesma está acima das Escrituras por causa da sua tradição interpretativa, interpretação essa que gera abertura para idolatria, tratar um ser humano como divindade, abordar que a salvação é pelas obras, e que a pedra angular sob qual a igreja foi fundada seria Pedro e não Jesus, dentre outros assuntos.

‘’ Deve-se ter mente que a igreja não criou o cânon nem os livros que estão incluídos naquilo que chamamos de Escrituras. Ao contrário, a igreja reconheceu os livros que foram inspirados desde o princípio. ’’
(Livro Evidência que exigem Veredito)

Lembremos do que foi dito em Apocalipse (22: 18-19) acerca de qualquer tentativa de retirar ou acrescentar algo ao livro da Revelação, que menciona que Deus lhes dará flagelos e tirará sua parte na árvore da vida. Embora isso tenha sido sobre o último livro da bíblia, isso nos adverte sobre qualquer tentativa de alterar as Escrituras Sagradas.
‘’Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra. ’’
(2 Timóteo 3:16-17)

Fonte: http://reformai.com/por-que-os-apocrifos/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...