ME ABRIGO NA SOMBRA DAS TUAS ASAS ATÉ QUE PASSEM AS CALAMIDADES

POR NILDO OLIVEIRA
ME ABRIGO NA SOMBRA DAS TUAS ASAS ATÉ QUE PASSEM AS CALAMIDADES

"Tem misericórdia de mim, ó Deus, tem misericórdia de mim, porque a minha alma confia em ti; e à sombra das tuas asas me abrigo, até que passem as calamidades". Salmos 57:1

INTRODUÇÃO:

Neste Salmos, o Salmista Davi compõe uma oração muito semelhante a do Salmos 46. Sua oração continua sendo um pedido de ajuda, ele está assustado com a quantidade de inimigos. Este Salmo de Davi feito quando fugia da perseguição cruel e implacável de Saul quando estava na caverna.

Por duas vezes Davi se escondeu em cavernas — a primeira vez em Adulão (1 Sm 22.1-5), local de ocorrência do Salmo 142, e de novo em Engedi (1 Sm 24.1-7), cenário deste salmo (Salmos 57).

Muitas das vezes se encontramos como Davi, escondidos diante das provas que vem sobre nossas vidas. Vamos analisar apenas no verso 1 desde salmo como Davi se escondia e vencia suas batalhas.

TEM MISERICÓRDIA DE MIM, POIS MINHA ALMA CONFIA EM TI:

Diante de um momento de um momento de tamanha perseguição Davi pedi socorro a Deus, pois ele sabia que somente o Senhor poderia lhe livrar.

Diante dos olhos de Davi os inimigos estavam quase vencendo, estavam próximos dele, ou seja, a carne dizia que ele iria morrer, mais Davi diz que sua alma confiava em Deus. Mesmo que as circunstâncias mostrem que vamos perder, precisamos confiar no Senhor, precisamos crer no Deus dos impossíveis.

A alma de Davi: Alma de Davi confiava em Deus pois sua alma estava buscando a face de Deus. Davi usava e vivia os recursos da graça de Deus. Davi orava a Deus, jejuava e se colocava a disposição em obediência as revelações vindas dos profetas e sacerdotes.

Você tem buscado a face de Deus? De quê tem alimentado sua alma? 

AS SOMBRAS DAS TUAS ASAS ME ABRIGO:

Davi mostra nesse verso sua total dependência de Deus. Deus era sua proteção, seu abrigo. 

Sombra é uma região que demonstra o desenho daquilo que a gerou. Muitos estão se abrigando em muitas sombras, mas nós sabemos debaixo de que sombra estamos,  a sombra das asas do Deus onipotente. A nossa confiança é que estamos nos protegendo no Deus Todo-Poderoso. Estamos achando descanso. A sombra não fica parada, ela se move, ou de acordo com a movimentação da luz que está sobre o objeto ou com a própria movimentação da pessoa ou objeto. Sua intensidade também se altera. Isso fala da dinâmica da salvação e da direção do Espírito Santo que é viva e nos faz andar ( movimentar ) na presença do Senhor, se ficar parado já não está debaixo da sombra.

Abrigo: Estar num lugar todos os dias, ninguém tem uma habitação para estar eventualmente nela. Nós nos refugiamos todos os dias no Senhor, é o nosso lugar de aconchego. Salvação é todo dia – ato dinâmico.

ATÉ QUE PASSE AS CALAMIDADES:

As lutas dessa vida vão ter um fim em breve, nenhuma calamidade é para sempre. Precisamos saber passar por elas buscando a Deus, usando os recursos da graça (Oração, Jejum, Leitura da Palavra, louvor)

Nenhuma calamidade vai desanimar o povo de Deus, seja ela, desemprego, lutas no lar, pandemias etc... Estamos firmados em Cristo.

CONCLUSÃO:

As mãos do Senhor estão sempre prontas para dar o sustento ao servo na sua caminhada para que não tropece.

Nas horas de maior angustia e aflição nós sabemos que o Senhor está conosco para nos dar o livramento e o nome do Senhor ser glorificado em nossas vidas.

Você quer se abrigar em Jesus? Nele você vai encontrar a justificação de seus pecados, vai encontrar uma vida nova, nenhuma condenação prevalecerá contra sua vida. E se você já encontrou essa justiça nele um dia a benção não cessou. Hoje você pode desfrutar do refúgio que há nele. “esconde-me à sombra das tuas asas”.

Topo