Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

sábado, 7 de outubro de 2017

UM PARALELO ENTRE AS DUAS IGREJAS - ANA E PENINA

I Samuel 1: 1-20
“A igreja fiel é totalmente dependente de um milagre do Senhor para gerar”
UM PARALELO ENTRE AS DUAS IGREJAS - ANA E PENINA


Aqui faremos a distinção entre Ana e Penina (Igrejas fiel e infiel).  É importante dizer que naquilo que Elcana alcançou o plano de Deus, aqui ele tipifica o Senhor.

ONDE É A MORADA DE DEUS; AS DUAS IGREJAS:

No primeiro e segundo versículos vemos a história de um homem que morava na montanha de Efraim.  Seu nome era Elcana.  Tinha ele duas mulheres: o nome de uma era Ana, e a outra chamava-se Penina.  Ana não tinha filhos, porém Penina tinha filhos.
Efraim era a tribo mais forte da parte setentrional de Israel, o nome Efraim significa " frutífero ".  Elcana aqui tipifica Deus, que mora na " montanha, no lugar mais forte "(Elevo os meus olhos para os montes...), onde é " frutífero ", ou seja, onde o socorro, a bênção é certa.
Penina tipifica a igreja infiel, pois tem filhos, ou seja, pode gerar por si mesma, ela dá aquilo que seu próprio organismo pode gerar.  A religião é assim mesmo; com suas animações, promoções, tomadas de posições etc, ela até consegue gerar filhos (pessoas que com sinceridade servem naquilo que aprendem, ou em que foram gerados).  Ana é tipo da igreja fiel pois não tem recursos de gerar por si só, ou seja, é necessário um milagre de Deus em sua vida para que possa gerar, mas gerar filhos para a Luz (obra).

DEUS VALORIZA O SACRIFÍCIO DE SEU FILHO JESUS:

No terceiro versículo vemos que Elcana tinha por costume sacrificar de ano em ano ao Senhor subindo a Siló, perante os sacerdotes do Senhor, os dois filhos de Eli.
A primeira coisa que Deus faz para identificar os que são seus fieis é valorizar o sacrifício de Seu Filho.  Deus tem operado em diversas situações e de maneiras variadas, mas sempre sobe a Siló, ou seja, nunca desvia-Se do lugar onde o homem passou a ter novamente o direito a Vida Eterna, o lugar do sacrifício, a cruz do Calvário (...e agradou a Deus moê-lo).  Deus sempre faz subir isso a memória do homem.               
DEUS DÁ PORÇÕES A TODOS QUE QUEREM:

No quarto e quinto versículos vemos  que Elcana no dia em que subia para sacrificar,  dava ele porções a Penina, sua mulher, e a todos os filhos e filhas que ela lhe tinha gerado, porém a Ana dava uma parte excelente, porquanto ele amava Ana, porém o Senhor lhe tinha cerrado a madre.
Deus através da valorização do sacrifício de Jesus opera até mesmo no meio de alguns na religião, que com suas animações e maneiras geraram alguns, e Ele faz isso pois não quer que os filhos se percam, pois são, muitas das vezes, gerados por Ele próprio.  Então Deus os visita com sonhos, visões, revelações e de outras formas que quase sempre não são levadas em conta.
Mas diz a Palavra que a Ana, Elcana dava uma parte excelente.  Deus até visita com suas bênçãos alguns que não são da igreja fiel (Ana), mas para a sua amada igreja fiel Ele dá uma parte excelente, ou seja, dons com profundidade, doutrina ordenada, cultos programados por Ele, louvores dados por Ele, operações que Ele faz  sem que haja destaques humanos, uma obra perfeita, tudo é feito e dado por Ele, pois o próprio Senhor lhe cerrou a madre, ou seja, louvado seja o Nome do Senhor pois a Igreja Fiel não pode por si só gerar nada para Ele, pois Deus nos tem tirado essa " capacidade ", e nos tem dado total dependência de Seu milagre.


A PROVOCAÇÃO DA RELIGIÃO:

No sexto e sétimo versos notamos que Penina é chamada de competidora de Ana e que ela excessivamente a irritava para a embravecer, porque  o Senhor lhe tinha cerrado a madre, e que fazia isto todos os anos, pelo que Ana chorava e não comia.  Mas Elcana procedia com elas da mesma forma ano após ano. Deus tem feito uma obra maravilhosa em nosso meio, e para que isso acontecesse, houve muito choro, jejuns, orações, até mesmo, incompreensão por parte da religião.  Um povo pequeno estava insatisfeito dentro da religião e queria explicações acerca dos dons, batismo com Espírito Santo etc, coisas de que quem não tem revelação e acha que com seus próprios meios de gerar está tudo bem, não pode explicar nunca (contar aqui algumas experiências de como começou a obra).  Este pequeno grupo começou a buscar o Senhor, e Deus se revelou a eles mostrando uma obra ja estruturada na qual estamos; num " corpo ".

A religião não entende o crescimento da obra e questiona, fala, tenta de todas as formas mostrar que ela pode gerar filhos  para a Vida com seus meios, mas esses filhos são gerados e depois não tendo razão para ficar,  perdem-se novamente.  Deus nos mostrou que nós não temos capacidade nenhuma de gerar por nossos méritos ou maneiras, ou seja, aprendemos a depender de um milagre d'Ele em nós para que possamos dar-Lhe filhos para herdar a Vida Eterna.  Portanto pode haver provocações, palavras ou o que for, ...nem as portas do inferno prevaleceram contra Ana, Deus está sempre dando a Ana a parte excelente, o milagre da Salvação todos os dias.

O CONSOLO DE DEUS PARA A IGREJA:

No oitavo verso vemos Elcana consolando Ana dizendo: - Por que choras? e por que não comes? e por que está mal o teu coração? não sou eu melhor do que dez filhos?
No início desta obra quando viravam noites inteiras em orações, jejuavam durante dois anos setenta e duas horas por semana para que Deus revelasse sua obra.  Vieram as primeiras experiências, as orientações, as fases  da obra e hoje temos toda uma estrutura criada pelo Espírito Santo.  O Senhor disse que bastava de choro, de jejuns prolongados, de coração amargurado por não ter as respostas, pois Ele havia já revelado Sua obra.  Mostrou que Ele é o centro de todas as atenções e que Ele mesmo é quem traria (geraria) os filhos, a igreja seria somente um veículo da Salvação.

A VITÓRIA DA IGREJA:                               

Do nono ao vigésimo verso  vemos a ida de Ana ao templo, a sua petição ao Senhor, é tida como embriagada por Elias que já estava velho e sem visão sentado junto ao pilar, e, por fim, Deus atendendo seu pedido e lhe concedendo um filho " único " que foi chamado Samuel (ouvido por Deus). Como já explicamos, a obra nasceu com muita dedicação, e veio para mudar radicalmente a vida daqueles que a utilizam como ela realmente é, ou seja, " uma forma de vida ", nova forma de vida!  A obra (ouvido por Deus-Samuel)  é genuína, única, e nasceu para que garantíssemos que ela ia crescer no templo, ou seja, no serviço da Casa do Senhor.  A vitória da igreja fiel é que ela depende totalmente do milagre de Deus em sua vida.
A igreja depende do milagre constante de Deus em sua vida para que ela possa gerar!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ESPECIAL REFORMA PROTESTANTE