Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

Série de Estudos Sobre a 5ª Medida

domingo, 8 de janeiro de 2017

OS QUATRO CAVALEIROS DO APOCALIPSE - AP 6:1-8

OS QUATRO CAVALEIROS DO APOCALIPSE - AP 6:1-8
APOCALIPSE 6: 1–8

 1- CAVALO BRANCO – 
“E olhei, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele tinha um arco; e foi-lhe dada uma coroa, e saiu vitorioso e para vencer. E, havendo aberto o segundo selo, ouvi o segundo animal, dizendo: Vem e vê!” – Versos 2 e 3.

O que estava sobre ele tinha um arco e uma coroa, e saiu vitorioso e para vencer. Este  é o Senhor Jesus, o único que venceu todas as batalhas desde a eternidade. O arco representa a revelação, arma que dá a vitória à distância, sem a necessidade de um confronto corpo a corpo. Jesus veio na revelação do Pai para reinar sobre todas as coisas e todo o poder Lhe foi dado nos céus e na terra. Ele é o Rei da Glória.

Os demais cavalos que são soltos, vêm para pelejar contra o cavalo branco, com o propósito de derrotar sua obra, e cada cavalo solto prepara o cenário para o surgimento do próximo.



2- CAVALO VERMELHO - 
“E saiu outro cavalo, vermelho; e ao que estava assentado sobre ele foi dado que tirasse a paz da terra e que se matassem uns aos outros; e foi-lhe dada uma grande espada”. – Verso 4.

O que estava sobre ele tinha o poder de tirar a paz da terra para que os homens se matassem uns aos outros; também lhe foi dada uma grande espada.

Representa o Movimento Bolchevista que culminou com a Revolução Russa em 1917. Este movimento trouxe para grande parte do mundo a falta de paz e a morte. A Guerra Fria e os mortos em número estimado em 50 milhões na Rússia são exemplos disso. Dentre os líderes que surgiram após a Revolução Russa, Stalin se destacou pela crueldade.

3- CAVALO PRETO – 
”E, havendo aberto o terceiro selo, ouvi o terceiro animal, dizendo: Vem e vê! E olhei, e eis um cavalo preto; e o que sobre ele estava assentado tinha uma balança na mão. E ouvi uma voz no meio dos quatro animais, que dizia: Uma medida de trigo por um dinheiro; e três medidas de cevada por um dinheiro; e não danifiques o azeite e o vinho.  E, havendo aberto o quarto selo, ouvi a voz do quarto animal, que dizia: Vem e vê!” – Versos 5 a 7.

O seu cavaleiro tinha uma balança na mão e trazia fome sobre toda a terra.

Representa o surgimento do Nazismo alemão de Adolf Hitler, que trouxe a fome a inflação e a miséria. A partir do final da  2ª Guerra Mundial, o mundo entrou num processo de desenvolvimento científico e tecnológico, visando o melhoramento do padrão de vida das pessoas, mas este desenvolvimento deixou muitas nações do planeta numa difícil situação, pois elas não conseguiram acompanhar este desenvolvimento, trazendo como conseqüência  a fome e a miséria para suas populações. Podemos perceber isso principalmente na África e em outros países subdesenvolvidos.

4- CAVALO AMARELO - 
“E olhei, e eis um cavalo amarelo; e o que estava assentado sobre ele tinha por nome Morte; e o inferno o seguia; e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra”. – Verso 8.

O seu cavaleiro se chama Morte, e foi-lhe dada autoridade sobre ¼ da terra para matar à espada, pela fome, pela mortandade e por meio das feras da terra.

Aponta para o Movimento Econômico e Comercial liderado pelos Tigres Asiáticos, os povos de raça amarela (Japão, China, Coréia, Malásia, Singapura, Taiwan e Hong Kong). Estes povos têm se levantado nesta última hora, como um grande poderio econômico e comercial de penetração em vários países do mundo, inclusive potências econômicas. Sua tecnologia avançada, principalmente na área da eletrônica, e sua mão de obra baratíssima, não tem competidores.

A China adotou o sistema do Cavalo Vermelho para se defender do Cavalo Preto.

Muitos destes povos viveram anos e anos de conflitos e guerras entre si e com outras nações, de modo que as “feras” citadas na Palavra, são os vírus mortais que surgiram destes conflitos.

O Cavalo Amarelo está desencadeando um processo de morte, fome e peste sobre o mundo. A competitividade gerada por ele e a conseqüente diferença de classes entre os povos, estão deixando um rastro de morte por causa da crescente violência, em virtude de fatores como o desemprego e falta de educação, de fome porque a produção agrícola diminui a cada ano, apesar do crescimento demográfico mundial  e de peste, pois o próprio sistema implantado favorece o surgimento de doenças novas e mais difíceis de combater.



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...