Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

A PEQUENA NUVEM

A PEQUENA NUVEM
Texto: I Reis 18:41-44

““... Então disse Elias a Acabe: Sobe, come e bebe, porque há ruído de uma abundante chuva. E Acabe subiu a comer e a beber; mas Elias subiu ao cume do Carmelo, e se inclinou por terra, e pôs o seu rosto entre os seus joelhos.

E disse ao seu servo: Sobe agora, e olha para o lado do mar. E subiu, e olhou, e disse: Não há nada. Então disse ele: Volta lá sete vezes.


E sucedeu que, à sétima vez, disse: Eis aqui uma pequena nuvem, como a mão de um homem, subindo do mar. Então disse ele: Sobe, e dize a Acabe: Aparelha o teu carro, e desce, para que a chuva não te impeça...”.


Introdução

Acabe e sua esposa Jezabel, passou a abominar Elias. Para eles, o profeta era responsável pelos males de Sumária. Só que, a nação estava em decadência espiritual, devido à idolatria. O rei e sua esposa perseguiam profetas de Deus e os matavam, Elias e outros servos de Deus escaparam milagrosamente.



Deus, então, falou a Elias: Vai apresenta-te a Acabe; porque darei chuva sobre a terra    Foi assim, revestido da palavra (Revelação), o profeta se dirigiu ao rei para anunciar chuva: "Disse Elias a Acabe: Sobe, come e bebe, porque há ruído de uma abundante chuva”. Não havia uma só nuvem no céu quando Elias anunciou a forte chuva.

Elias se prostrou diante de Deus, pedindo a chuva. Por seis vezes, orou Elias ao Senhor, sem nenhum sinal de chuva. “E sucedeu que na sétima oração: “Eis aqui uma pequena nuvem, como a mão de um homem, subindo do mar.”“. Diante do mínimo sinal, Elias anunciou ao Rei: “Aparelha teu carro e desce, para que a chuva não te apanhe” E veio uma grande chuva.



Desenvolvimento

A Palavra de Deus contêm muitas promessas, destinadas aos servos que creem. Elias tinha a confiança que Deus haveria enviar chuva, mesmo assim, orou insistentemente. Elias: Creu, obedeceu, orou e a promessa se cumpriu. Poderia ter desistido, porque pela sexta vez ouviu do seu moço: "Elias, não há nada".

Mesmo que em nossas vidas, pareça "não haver nada", nenhum sinal, daquilo que cremos, precisamos prosseguir, acreditando que ao seu tempo "De que a Benção virá". Mesmo que olhem para nós e digam: “Por que continuas a crer”? Não vemos nada! Não há nada! Precisamos ser como Elias, manter o ânimo: Crer, orar.



Conclusão

Foi na sétima vezes, o Senhor realizou o milagre. Irmãos a benção é no tempo do Senhor, quando nos lembramos do número sete, entendemos que tudo que Deus faz é perfeito. Foi na sétima vez que viram o sinal de Deus. Irmãos quando as promessas se cumprem em nossas vidas, outras são abençoadas. Foi assim, com a chuva em Samaria, foi assim, com o governo de José do Egito, será assim, comigo e com você. A Ele toda glória! E todo Louvor.

*João Canuto*

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ESPECIAL REFORMA PROTESTANTE