Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

Série de Estudos Sobre a 5ª Medida

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

ACELDAMA – CAMPO DE SANGUE

ACELDAMA – CAMPO DE SANGUE
Mateus 27:3-8 > 3 Então Judas, o que o traíra, vendo que fora condenado, trouxe, arrependido, as trinta moedas de prata aos príncipes dos sacerdotes e aos anciãos, 4 Dizendo: Pequei, traindo o sangue inocente. Eles, porém, disseram: Que nos importa? Isso é contigo. 5 E ele, atirando para o templo as moedas de prata, retirou-se e foi-se enforcar. 6 E os príncipes dos sacerdotes, tomando as moedas de prata, disseram: Não é lícito colocá-las no cofre das ofertas, porque são preço de sangue. 7 E, tendo deliberado em conselho, compraram com elas o campo de um oleiro, para sepultura dos estrangeiros. 8 Por isso foi chamado aquele campo, até ao dia de hoje, Campo de Sangue.


INTRODUÇÃO
Deus ama Israel. Ele separou Israel para ser Seu povo, para mostrar às nações estrangeiras que o Deus de Israel é o único Deus que está vivo, fala e opera maravilhas. Israel serviria de exemplo do Poder de Deus para todas as outras nações.

A Aliança era simples: se Israel fosse fiel ao Senhor, Deus os abençoaria com ausência de Guerras, colheitas fartas e prosperidade. Se Israel se afastasse do Senhor, não haveria nenhuma bênção para a nação.

DESENVOLVIMENTO
O texto em análise nos mostra o momento posterior à prisão de Jesus. Israel já tinha se distanciado do Senhor, foi cativo à Babilônia e, posteriormente, Deus o restabeleceu em sua terra. Porém, novamente estavam longe do Senhor. O culto se tornara uma rotina e os fariseus e saduceus (religião judaica) agiam com a Lei do Senhor da forma que bem lhes favorecessem.

Mesmo assim, em virtude do Seu grande amor, Deus envia seu filho Jesus para apresentar ao Seu povo, Israel, um Reino que não era desse mundo. Um Reino de paz, de alegria, de amor, de refrigério. Assim, Jesus começou a operar sinais do Reino neste mundo, o que suscitou a ira da Religião.

Com isso, um dos seus discípulos o trai e o Mestre seria condenado injustamente, sem culpa. O preço da traição: 30 moedas de prata. Judas, o traidor, se arrepende tardiamente e se mata. Com o dinheiro maldito da traição de Jesus, é comprado um campo, o campo do oleiro e  esse campo passa a ser um cemitério para o estrangeiro, para o desconhecido, chamado Campo de Sangue.

O texto em cena nos mostra a Rejeição de Israel ao Projeto de Deus em Jesus. Com o preço da traição, as 30 moedas transformaram o campo do oleiro em cemitério do estrangeiro.

Muitas vezes nas escrituras Deus se considerava o Oleiro e Israel o barro tomando forma em suas mãos: “Isaías 64:8 > Mas agora, ó SENHOR, tu és nosso Pai; nós o barro e tu o nosso oleiro; e todos nós a obra das tuas mãos”. E em Jeremias 18:6 Deus diz: “Não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? diz o SENHOR. Eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.”

Porém, Israel não se deixou ser moldado pelas mãos do Oleiro (veio para os seus e os seus o rejeitaram) e com isso o preço de sangue foi a troca do campo do oleiro pelo campo de sangue.

Jesus abriu para os gentios um novo e vivo caminho pela graça, na cruz do calvário. Seu sacrifício inocente nos salvou. Seu amor nos alcançou. Seu braço nos acolheu. Agora em Jesus temos uma nova vida. Com isso, nossa vida passada, nossos traumas, nossas mágoas, nossas angústias foram enterradas. Paulo diz: não mais vivo eu, mas Cristo vive em mim. Jesus nos comprou e nosso velho homem foi sepultado no cemitério do estrangeiro! Nós não tínhamos direito a nada, o preço de Sangue nos comprou, nos sepultou e nos transformou em novas criaturas.

Interessante é que aquele lugar não ficou conhecido como um cemitério, e sim, como o Campo de Sangue. E ele é chamado até hoje pelo preço que foi pago por ele. O preço de sangue: sangue inocente, sangue libertador, sangue de amor, sangue salvador, sangue que nos vivificou! Sepultado o velho homem, mas o novo homem vive em Cristo e vive abundantemente!

CONCLUSÃO
Temos que valorizar esse preço de Sangue. Jesus nos deu acesso à vida eterna. Não façamos como Israel. Hoje podemos adorar ao Senhor por esta tão grande salvação, por esse preço que nos comprou! 

E que hoje pela graça e pelo seu grande amor nos fez mais que vencedores e dignos de morarmos com Ele na Eternidade.

Diácono Guilherme Campos
ICM Alvorada I
Vila Velha / ES

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...