Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

quarta-feira, 30 de março de 2016

AOS PREGADORES

AOS PREGADORES
Nós os obreiros (pregadores da Palavra), precisamos entender que mensagem tem aspectos fundamentais que merecem nossa atenção:

1º - Objetivo -   Qual o objetivo que se pretende atingir? A quem atingir?
2º - Revelação -  Onde está a revelação no texto ou  mensagem? É preciso que ela (a revelação) seja bem clara e devidamente valorizada.
3º - Clareza -    Seja claro, sem ser repetitivo, cansativo, etc.
4º - Conciso -   Ser breve.

Obs.: Mensagem com revelação tem começo e  fim; dispensa citações laterais de outros textos bíblicos que geralmente deixam o ouvinte confuso.
            A mensagem sem revelação é complicada; fala-se muito, cansa os ouvintes e não se obtém resultados.
            Não  tem  princípio  nem  fim. Começa  falando tudo e termina dizendo nada.
            É necessário conhecermos bem a Palavra, para não cometermos erros gritantes que irritam os ouvidos de muitos que a conhecem.

 “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a Palavra da Verdade”.        II Timóteo 2:15.

GUARDE BEM!

- Contendas minúsculas, mexericos, vaidades, elogios a si mesmo, enchem de moscas o ungüento (a mensagem por melhor que seja estará sempre contaminada - Ecl. 10:1).

- “Pregava tão bem e vivia tão mal que quando estava no púlpito toda gente dizia que ele não devia sair mais de lá e quando estava fora dele (do púlpito), todos declaravam que ele não deveria voltar a ocupá-lo”.

MINISTERIALISMO

            “Os que foram tosquiados pelos filhos de Amom esperam em Jericó até que as suas barbas cresçam”.
            Enquanto o seu arrependimento não for tão notório quanto o seu pecado, não devem ser recebidos de volta.
            A imoralidade praticada abertamente, na maioria dos casos por mais profundo que seja o arrependimento é um sinal fatal de que as graças ministeriais nunca estiveram no caráter desse homem.
            Na igreja esses que caíram devem ser recebidos como penitentes e no ministério poderão ser recebidos se Deus os colocar lá.
            A dúvida não é sobre se é isso, mas é se Deus realmente os colocou lá.
            Devemos ter a convicção que devemos ser muito lentos em ajudar a voltar para o púlpito homens que tendo sido provados uma vez mostraram possuir pouquíssima graça para agüentar o teste crucial da vida ministerial. Simples novatos arrastados pela tentação?

- Perder o caráter pessoal de arrependimento e da fé é sofrer uma perda real e definitiva.

- Muitos pregam o céu na ponta da língua e tem a terra na ponta do dedo.


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ESPECIAL REFORMA PROTESTANTE