Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

Série de Estudos Sobre a 5ª Medida

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

TESTEMUNHO DE JOSE

TESTEMUNHO DE JOSE
Salmos 81: 5-6 “Ordenou-o em José por testemunho, quando saíra pela terra do Egito, onde ouvi uma língua que não entendia. E tirei dos seus ombros a carga...”.

Introdução:
O propósito de Deus sempre foi levar o homem a entender e viver o seu projeto de salvação. Todas as operações realizadas por Deus no velho ou na Antiga Aliança apontavam profeticamente para aquilo que se daria mais tarde no Novo Testamento ou na Nova Aliança e que acompanhará a Igreja fiel até o seu arrebatamento. No velho testamento as coisas são apresentadas em forma de figuras, símbolos e alegorias, são como “sombras das coisas futuras”, tratando-se na verdade de um protótipo daquilo que o Senhor tem e continua realizando na vida do homem ao longo dos séculos. Neste salmo é feito menção de José, que foi um dos filhos de Jacó, também conhecido como José do Egito, embora este não tenha nascido lá, e sim nas terras das peregrinações do seu pai Jacó (Padã- Harã). José é uma das figuras mais perfeita de Jesus no velho testamento em razão de tudo que envolveu a sua vida, traçando uma série semelhanças com aquilo que ocorreria profeticamente com Jesus. 



Desenvolvimento:
Ordenou-o em José por testemunho – portanto, José naquilo que não pecou tipifica o Senhor Jesus, ou seja, Deus ordenou (estabeleceu) no seu filho amado Jesus todo o seu projeto para resgatar a vida do homem livrando este da condenação e da morte eterna. 
por testemunho - Por que por testemunho? Jesus foi o testemunho fiel do amor do Pai pelas nossas vidas. Quando Jesus verteu o seu sangue na cruz do calvário, ali estava o testemunho de um projeto que Deus programou na eternidade para salvar o homem.

Quando saíra pela terra do Egito - hoje entendemos com clareza que foi o Senhor quem nos tirou deste mundo, visto que assim como Israel no passado não tinha meios para escapar das garras de Faraó que os oprimia, assim se deu conosco, pois Deus nos tirou com mão forte. Um dia os nossos pés palmilharam pelas terras do Egito, experimentamos a aridez, as pedras no caminho, dias difíceis foram para muitos que hoje se encontram na presença do Senhor. Andar pela terra do Egito é andar pelos vários caminhos que o mundo apresenta ao homem: as festas mundanas, os vícios, etc. Não as queremos para nós uma vez que temos uma eternidade que nos espera.

Onde ouvi uma língua que não entendia - a voz que um dia ouvimos quando ainda estávamos no Egito (mundo) não atendia aos anseios da nossa alma. Porque no Egito o que ecoava em nossos ouvidos era a voz de Faraó e dos seus subordinados que ditavam para nós as ordens de Faraó. A voz de Faraó nunca trouxe alívio ao povo de Israel no Egito pelo contrário trouxe tão somente dor e aflição. Mas hoje o que ecoa em nossos ouvidos é a doce voz do Senhor e Salvador Jesus Cristo, está sim, traz paz e alegria ao nosso coração, pois a sua voz satisfaz e preenche o vazio da nossa alma.
Tirei - o mundo a cada dia está preocupado em aumenta a carga sobre as pessoas e não em aliviar. Por isso, só o Espírito Santo pode tirar o fardo pesado que tem impedido a muitos de caminhar, uma vez que o peso leva o homem a olhar para baixo  e não para as coisas que são do alto. Quanto, maior for à carga mais o olhar do homem se encurva e pende para as coisas terrenas. Entretanto, a operação do Espírito Santo é capaz de proporciona ao homem o alívio que a sua alma necessita para que este continue caminhando com o seu olhar voltado para a eternidade. 

De seus ombros a carga -  Há da parte do Senhor para com o homem um amor especial, um cuidado, uma atenção jamais vista. Quem aqui já caminhou por algum tempo carregando um peso aos ombros, ainda que por uma pequena distância? Sabem o que acontece naturamente? Aquele peso começa a ferir os ombros, deixando marcas. O peso (carga) do pecado, o peso da angústia, o peso da tristeza, o peso da desesperança, também tem deixado marcas na vida de muitos. Porém o Senhor quer tirar dos seus ombros (da sua vida) todo esse jugo que te faz sofrer, esmorecer, e desanimar; o Senhor tem um jugo diferente para o homem, este jugo que Jesus oferece a todos é um Jugo suave e um fardo leve, que não cansa, não é pesado, pois no jugo e fardo de Jesus estão todas as bênçãos para a nossa alma: a paz, a alegria, segurança, saúde, vitória, salvação. 
as suas mãos foram livres – as mãos nos falam do serviço, da nossa instrumentalidade na obra do Senhor, do trabalho que realizamos para o nosso Deus. Antes as nossas mãos estavam aprisionadas ao pecado, mas agora estão livres para servirmos ao nosso Deus com todo o nosso vigor. Estamos a serviço do Rei dos Reis e Senhor dos Senhores.
dos cestos -  as mãos que outrora estavam ocupadas com as coisas do Egito, com aquilo que era para o engrandecimento de Faraó e do seu reino. Agora estão ocupadas com as coisas do Senhor, são mãos que trabalham na Obra de Deus, mãos que trabalham para o engrandecimento do nome de Jesus e do seu reino que é eterno. 

Conclusão:
Tudo o que Deus projetou na eternidade para a vida do homem, foi ordenado em Jesus. E quando Jesus veio a este mundo, veio para cumprir o que já havia sido programado pelo Pai. A sua missão foi não apenas falar de um reino, mas também testemunhar com a sua vida e morte na cruz da vida eterna que Deus tem para o homem. Em I JO 5:11-12 nos fala de forma bastante clara acerca do projeto de Salvação: “E o testemunho é este: Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu filho. Quem tem o filho tem a vida; quem não tem o filho de Deus não tem a vida”. Ter ou não ter a vida eterna, é uma escolha. Mais saibamos que todas as bênçãos e benefícios oriundos do projeto de salvação, já foram determinados, decretados, e ordenados por Deus em Jesus. O Senhor nos alcançou com a sua salvação: trouxe-nos o alívio, a libertação, curou as nossas feridas, e hoje o servimos por amor e gratidão por tudo o que ele fez e continua fazendo em nossas vidas.  

Diácono: Josenilson Félix

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...