Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

ESPECIAL REFORMA PROTESTANTE

sábado, 9 de janeiro de 2016

DONS ESPIRITUAIS

DONS ESPIRITUAIS
Quais as funções dos dons no meio da igreja?
            4.1 – Confortar
            4.2 – Consolar
            4.3 – Exortar
- Considerações
             – O dom só deve ser entregue no corpo.
             – Discrição:
            
Quem concede os dons espirituais?
Quem pode ser usado nos dons?
O que devo fazer para te dons espirituais?

1 – Introdução: A nossa aula agora é sobre os dons espirituais, um assunto muito importante pois os dons constituem uma das mais importantes base de sustentação da obra do Senhor. Através dos dons nós podemos ter muitas experiências com o Senhor, por isto eles devem ser usados de maneira correta, pois do contrário ao invés de edificar estes dons serão um prejuízo para nós.





2 – Definição: Dons espirituais são um meio de o Senhor falar conosco, é a voz de Deus no meio da igreja. Assim sendo a cada vez que um dom é manifesto, podemos dizer que é voz de Deus falando conosco. Quando Paulo instrui sobre os dons, ele usa a palavra carisma, que é um termo militar usado para descrever a condecoração que um soldado ganhava por ter feito um ato de bravura. Os dons, para nós, são uma condecoração que o Senhor nos concede por estarmos realizando a sua obra com zelo e bravura, pois somos soldados de Cristo.

3 – Os nove dons: Segundo a palavra, os dons do Espírito Santo são 09, vamos ver detalhadamente cada um deles.

 3.1 – Sabedoria: Este talvez seja ao lado do dom de Discernimento de Espíritos, o mais importante dos dons porque sem eles, os demais dons se perdem. A Sabedoria aqui mencionada não é sabedoria humana, ou algo adquirido em escolas. É a sabedoria do Espírito Santo, existe para colocar ordem nos demais dons também para dar livramento em algumas situações. Como exemplo de sabedoria na Palavra (dentre outros), no V. T., temos Salomão no episódio das mulheres disputando uma criança. Com Jesus nós podemos mencionar o momento em que os fariseus tentam incriminá-lo com a pergunta sobre o tributo e em Espírito responde: “dai a César o que é de César”.

 3.2 – Ciência: Ciência significa conhecimento, mas não humano e sim de Deus. É o dom através do qual o Senhor nos dá conhecimento da operação do Espírito Santo naquele momento. Neste dom o Senhor pode nos usar de três formas, a saber: Sonho, visão e revelação. Sonho – O Senhor nos visita no momento em que estamos dormindo, mas é importante frisar que nem todos os sonhos que temos são do Senhor (A Bíblia diz em Provérbios que: das muitas perturbações do dia procedem os sonhos da noite), mas então como saber se ele é do Senhor? Primeiro observar se há nele algum teor profético, e depois consultar ao Senhor. Visão – Nós vemos algo, o Senhor abre nossos olhos espirituais e nos permite ver parte de sua glória, a operação do seu santo espírito. Visão é algo tão espiritual que se pode tê-las de olhos fechados. Revelação: Ouve-se claramente a voz de Deus, não é um pressentimento, um sentimento, mas é realmente ouvir a voz de Deus.

            O Senhor não dá nenhuma benção incompleta a alguém, por tanto quem tem sonhos e ainda não tem visões ou revelações, deve clamar ao Senhor para ser usado nas demais formas do dom de ciência, o mesmo com quem só tem revelação, ou só visão, ou ainda, dois dos mesmos.

3.3 – Fé: Não é a fé que recebemos quando aceitamos o Senhor Jesus, mas é o dom que permite nós sermos usado nos demais dons.

3.4 – Dons de Curar: É um dom através do qual o Senhor usa um servo para curar a alguém de alguma enfermidade. No entanto é importante salientar que são curas de enfermidades que a medicina pode curar, como por exemplo: dor de cabeça, mal estar. Etc. Está no plural porque ele pode ser manifestar de várias maneiras diferentes. O Senhor pode curar através da glorificação de alguém, na pregação da mensagem, etc.
            É um dom que fica no oculto, a igreja praticamente não sabe quem o tem e muitas vezes nem a própria pessoa o sabe, isto ocorre para se evitar engrandecimento próprio ou exposição do servo que tem esta benção. É bom dizer que o dom não é da pessoa e sim do Senhor. Assim sendo, não adianta eu ir Ata alguém que tem este dom para ele orar por mim e eu ser curado, pois isto só vai acontecer se o aprouver ao Senhor usá-lo naquele instante.

3.5 – Maravilhas: É quando o Senhor, através de um servo opera uma grande benção, algo totalmente fora razão humana, impossível de algum homem fazer. Ex. A cura de um câncer, a ressurreição de uma pessoa, etc. Mas uma vez salientamos que não depende de quem tem este dom ser usado a hora que ele quiser, mas no momento em que o Senhor quiser.

3.6 – Profecia: É um dom que existe para que o Senhor mostre algo que ainda vai ocorrer. Algo que ainda não aconteceu. Este dom pode ser manifesto através do dom de ciência ou interpretação de línguas. Ex. Quando o Senhor diz a uma serva que vai salvar o seu marido, quando durante o dia alguém tem uma visão com o culto a noite, etc. como nada disto ainda ocorreu, podemos afirmar que é uma profecia. Este dom é muito importante para nós, muitas vezes quando estamos tristes, o Senhor nos renova através dele. Ele é tão importante que a palavra nos diz: “Sem PROFECIA o povo se corrompe.”

3.7 - Discernimento de espíritos: É como foi dito anteriormente, ao lado do dom de Sabedoria, o mais importante. Ele existe para saber se os demais dons (quando manifestos) são do Senhor ou do homem. Geralmente quem tem esta benção nem precisa consultar os outros dons, pois o Senhor o usa para ter este discernimento. Jesus foi usado neste dom. Quando Pedro disse a ele que não permitiria que ele fosse morto e quando o mesmo Pedro diz: Tu és o Cristo, filho do Deus vivo. Nas duas ocasiões Jesus discerne.

3.8 - Línguas estranhas: É o dom que existe como forma de dizer que o senhor está falando. É a língua dos anjos e a Bíblia diz que quem fala em línguas estranhas, não fala a si mesmo ou a homens, mas a Deus, por isto a palavra instrui que quem fala em línguas deve orar para interpretar.

3.9 – Interpretação de Línguas: A Interpretação de Línguas não é de forma alguma uma tradução, muitas pessoas pensam que quem está interpretando está traduzindo o que o outro está falando em línguas. A tradução é uma revelação. O servo que é usado ouve o Senhor falando com ele e transmite a mensagem à igreja. A interpretação é uma benção porque edifica toda a igreja, e não somente a o servo que está usado (como é o caso da língua estranha), por isto mesmo a Palavra nos recomenda a buscar a interpretação de línguas.


4 – Quais as funções dos dons no meio da igreja? Os dons espirituais têm três funções básicas, a saber:
Consolar, Confortar e Exortar. Vamos ver:


            4.1 – Consolar: O dom consola no sentido de que quando uma pessoa está triste com uma luta o Senhor fala com ela. Exemplo: Uma senhora entra triste porque o marido não se converte. O Senhor vai e fala com ela por meio de um de dos dons que no devido tempo vai salvar o seu companheiro, está senhora então recebe a benção e é confortada pelo próprio Senhor.

            4.2 – Confortar: Um servo passou uma luta no emprego, o Senhor fala com ele que viu tudo e que tem se agradado dele e o dará vitória. Este servo foi confortado com este dom.

            4.3 – Exortar: Quando o dom vem alertando a pessoa sobre algo que não agrada ao Senhor. Neste caso o dom só pode ser entregue pelo pastor ou alguém a quem o pastor delegue tal função.


5 - Considerações: Existe algumas coisas sobre dons que devem ser consideradas:

            5.1 – O dom só deve ser entregue no corpo. Ou seja, por algum diácono ou responsável por grupo (desde que devidamente autorizado). Jamais ele pode ser entregue por uma irmã, ou servo que não tenha sido autorizado pelo ministério para isto.
            5.2 – Discrição: A pessoa que teve o dom não deve contar a ninguém, principalmente ao irmão a quem o dom se destina. Isto para ele não expor a ninguém e nem se expor.
            5.3 – Anotados: Ao ter um dom, a pessoa deve anotá-lo e entregá-lo ao responsável de grupo. Quando anotar o dom a pessoa não deve escrever a palavra visão, ou revelação, ou ainda sonho. Se for visão ele vai apenas colocar a letra V, se for revelação, a letra R, ou ainda se for sonho a letra S, isto é para que se algum ímpio achar este papel, a obra não venha ser exposta. Ainda é importante dizer que o dom anotado deve sempre conter a data do mesmo. Quando o servo entrega o dom, a responsabilidade dele termina. Por isto ele não deve ficar preocupado com se o irmão que recebeu o dom tomou ou não providências, etc. O dom não é dele, é do corpo.

6 – Quem concede os dons espirituais? O Espírito Santo. É ele quem pode concedê-los. Mas o fato de ser o Espírito Santo quem concede os dons não quer dizer que nas orações devemos pedir a ele, pois como foi visto na aula de oração, a mesma deve ser feita ao Pai em nome de Jesus.

7 – Quem pode ser usado nos dons? Qualquer pessoa a quem aprouver ao Senhor, o único quesito é que seja batizado com o Espírito Santo, ou seja, só pode ter dons quem já é batizado com o Espírito Santo. Alguém pode dizer que já viu pessoas que não são batizadas com o Espírito Santo serem usadas. Isto pode realmente ocorrer (a própria Palavra registra isto, como por ex. o rei Nabucodonosor, a mulher de Pilatos e outros), mas não significa que elas têm dons, elas tiveram sim uma experiência com o Senhor.

8 – O que devo fazer para te dons espirituais? Primeiro deve ser batizado com o Espírito Santo, se ainda não é deve pedir ao Senhor esta benção. Depois disto é só pedir ao Senhor em orações, pedir com fé e esperar, o Senhor no devido tempo os concederá. Além de oração, a pessoa pode também fazer jejuns e madrugadas por este motivo. É importante salientar que não é bom ficar escolhendo dons nas orações, mas é bom que se peça ao Senhor para ele nos conceder os dons que a ele aprouver nos dar, pois Ele assim nos concederá o dom que for melhor para a obra (Ele sabe qual é a maior necessidade da igreja), para nós mesmos. Além de pedir, para receber esta benção a pessoa deve também levar uma vida de comunhão com o Senhor, pois como os dons são espirituais, para sermos usados devemos estar em profunda comunhão com o Senhor.


9 – Conclusão: Os dons são uma grande benção no meio da igreja, todos nós devemos clamar ao Senhor por esta dádiva, pois o Senhor nos quer dar. Mas devemos ter sempre em mente que o dom não é meu e sim do corpo, por isto ele nunca deve ser usado em benefício próprio e sim do corpo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...