Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

DAVI CONDUZ A ARCA PARA JERUSALÉM

DAVI CONDUZ A ARCA PARA JERUSALÉM

( II Samuel 6: 12-23)

DESENVOLVIMENTO
A Arca representa a Obra do Senhor e a sua presença no meio do seu povo. A forma como ela deve ser conduzida, tem que ser conforme a revelação e a vontade do Senhor.
Depois de alguns dias meditando, Davi alcançou a revelação de como deveria conduzir a Arca até Jerusalém. Ele então convocou todo o povo, e iniciou uma caminhada do local onde a Arca estava até Jerusalém. Vários detalhes foram observados por Davi em todo o trajeto:


1.A cada seis passos, dados pelos que conduziam a Arca, eram oferecidos sacrifícios ao Senhor – Tudo que está ligado àquilo que é do homem, deve ser coberto pelo Sangue de Jesus. Isso quer dizer que em nossa caminhada, na realização da Obra, devemos estar clamando pelo Sangue de Jesus a todo instante.
2.Davi saltava de alegria e estava vestido de um éfode de linho (vestes sacerdotais) – Os servos desta Obra devem conduzi-la com alegria no coração, além de ter uma vida de santificação e consagração ao Senhor, fazendo tudo na orientação do seu Espírito (o som das trombetas).
3.Davi repartiu com cada pessoa que participava daquela festa, um pão, um pedaço de carne e vinho – Quando participamos da realização da Obra, o Senhor Jesus sempre nos dá a sua Palavra revelada para nos alimentar, a participação da comunhão com o seu corpo (igreja) e a bênção do Espírito Santo, através do clamor pelo seu sangue a todo instante.
Mical, que era mulher de Davi e filha de Saul, ao ver a forma como Davi vinha conduzindo a Arca, não entendeu o que se passava no seu coração, e o rejeitou. Desde pequena Mical se acostumou com a forma de viver de seu pai, assimilando seu comportamento e sua negligência em relação à Arca da Aliança. Saul nunca se preocupou em realizar a Obra do Senhor, pois estava mais interessado em sua própria vontade. Mical teve a oportunidade de conhecer a Obra revelada que Davi tinha no coração. Ela teve a chance de conhecer as coisas profundas do Senhor, vivendo ao lado de Davi, mas não se deixou influenciar, preferindo se manter presa à mentalidade de seu pai, que era cheia de razão, soberba, orgulho e presunção.
CONCLUSÃO
Muitos são retirados da religião e trazidos para a Obra do Espírito, e com o tempo, parece que nada entenderam; criticam o louvor, as mensagens, os cultos diários, não entendem o corpo, não valorizam as doutrinas reveladas (clamor, consulta à Palavra, madrugadas, Maanaim), tudo porque permanecem presos à mentalidade estática e morta da religião. As pessoas que têm esse problema não se desprenderam daquilo que aprenderam com “seus pais”, não entenderam nem assimilaram a Obra que o Senhor tem revelado nesta última hora.
Por causa da sua atitude em relação a Davi, Mical ficou estéril e não gerou filhos até a sua morte. As pessoas que rejeitam a Obra do Senhor e a criticam, também têm se tornado infrutíferas até o fim se suas vidas, não gerando nada para a vida eterna.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ESPECIAL REFORMA PROTESTANTE