Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

Série de Estudos Sobre a 5ª Medida

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

O BRADO DE JESUS E O BRADO DA IGREJA

O BRADO DE JESUS E O BRADO DA IGREJA
Isaías 40 1 e 2

INTRODUÇÃO 
Deus viu o homem inconsolável.

DESENVOLVIMENTO
Consolai, Consolai o meu povo 
Da eternidade Deus Pai viu que o homem precisava de consolo, alguém que falasse benignamente ao seu coração, trazendo esperança.

Falai benignamente:
 Jesus veio e falou benignamente aos corações. Ele falava trazendo o bem. O inimigo fala trazendo o mal. O Falar de Jesus é doce e suave. Ex: as bem aventuranças; Eu sou o bom pastor; Na casa de meu Pai há muitas moradas; vinde a mim vós todos...




Bradai-lhe que sua malícia é tirada
Na cruz Jesus bradou: Deus meu, Deus meu, porque me desamparaste. Aquele que chamava Deus de  Pai. Deu um brado profético dando direito a todos os homens chegarem a Deus, podendo chamar –lo de Pai.
Jesus bradou: Pai nas tuas mãos entrego o meu espírito. Jesus entrega o seu fôlego de vida a Deus. Esse fôlego de vida, sopro de Deus, é o Espírito Santo. E o homem passou a ter direito do Espírito Santo na sua vida.
A nossa malícia foi tirada, Somos filhos de Deus com direito do Espírito Santo em nossas vidas.
O Brado foi de vitória.
Jesus recebeu em dobro por todos os nossos pecados.
CONCLUSÃO
A igreja é a voz que clama neste mundo, anunciando o projeto do Pai. Voz é um som produzido. Porém para o som ser entendível é necessário o Verbo. Jesus é o verbo (a Palavra) que coloca em nossas bocas as suas palavras, produzindo um som entendível.
A igreja esta dando o seu Brado (para o mundo ouvir): Jesus voltará.

Pr. Maxwell – Iguatama - MG

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...