Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

A VERDADE VERDADEIRA

A VERDADE VERDADEIRA
A bíblia relata três tipos de paz: a de Deus com o homem; a do homem com Deus; e entre os homens. Mas a verdadeira PAZ é aquela que está disponível apenas no reino de Deus.

O mundo atual caminha em busca de paz, principalmente neste período de final do mês de Dezembro. Muitos procuram a paz no misticismo, budismo, espiritismo, na Ioga, na idolatria, na cartomante, na magia nos obuses, no horóscopo, na filosofia da nova era, em ídolos, na superstição, etc. Mas não encontram. Mas afinal, ONDE ENCONTRAR A PAZ?




A paz está em Jesus Cristo, podendo-se constatar claramente no anúncio de Deus ao profeta Isaías em: Is 9.6 “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz”.
{No Hb. Shalon - H7965, שׁלם שׁלום - m} que significa: harmonia, plenitude, firmeza, bem estar, êxito em todas as áreas. No dicionário Aurélio significa: Tranqüilidade, sossego, descanso da lama.
E disse Deus a Abrão: Gên_15:15 Tu, porém, irás em paz para teus pais; em boa velhice serás sepultado.
Quando o homem pecou no jardim do Éden desobedecendo a Deus, ele perdeu a paz de espírito. Mas Deus pelo Seu infinito amor providenciou um meio para trazer a paz aos homens. Em Lc 2.11-14 Os anjos disseram aos pastores: “Glória Deus nas alturas e paz na terra entre os homens a quem ele quer bem”. A pessoa e a obra redentora de Jesus Cristo entre nós significa uma maior glorificação nos céus, e paz divina para os habitantes da terra.
Em Jesus: Jo 16.33 Jesus diz: “Estas coisas vos escrevo dito para que tenhais paz em mim. No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo”. Jo 14.27 Jesus diz: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o á dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize”. A verdadeira paz, só encontramos em Jesus. A partida de Jesus para o Pai não marca a derrota, mas a vitória. O Espírito Santo continua comunicando a paz e a segurança de Cristo em nossas vidas, pois Ele é a terceira pessoas da trindade, é o pacificador e o Consolador emanado do Pai para as nossas vidas. Jamais iremos encontrar paz se não entregarmos a nossa vida a Jesus Cristo. Sem Jesus não existe paz. Paulo aos Rm 5.1 diz: “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo”. 2. No evangelho de Jesus: At 10.36 “Esta é a palavra que Deus enviou aos filhos de Israel, anunciando-lhes o evangelho da paz, por meio de Jesus Cristo. Este é o Senhor de todos”. Evangelho é: “Boas Novas de Salvação”.
ZSem o conhecimento deste evangelho não encontraremos a paz de Jesus Cristo. 3. Pelo Sangue de Jesus Cristo: Cl 1.20 Paulo diz: “E havendo feito a Paz pelo seu sangue da cruz, por meio dele, reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, quer sobre a terra, quer nos céus”. Através do sangue de Cristo derramado na cruz do Calvário, somos redimidos de todas as nossas transgressões e culpas. Somente quando aceitamos o sacrifício de Jesus na cruz do Calvário, encontraremos o perdão de Deus e através do perdão receberemos a paz. O homem só estará livre da culpa e condenação e encontrará perdão e paz no seu interior, quando aceitar e crer no sacrifício de Jesus na cruz para remissão dos pecados. Ef 2.13-15 Paulo diz: “Mas, agora, em Cristo Jesus, vós que antes estáveis longes, foste aproximado pelo sangue de Cristo. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos fez um; e, tendo na sua carne, a lei dos mandamentos na forma de ordenanças, para que dos dois criasse, em si um novo homem, fazendo a paz”.
a) Excede todo o entendimento: Fl 4.6-7 Paulo diz: “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém sejam conhecidas, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus”. Neste ponto Paulo era um verdadeiro exemplo. Mesmo enfrentado a morte de um mártir (Fl 1.20), ele não estava preocupado. A paz divina no coração implica:  Desaparecimento de ansiedade, v.6.  Florescimento de ações de graça, v.7.  Santificação do pensamento, v.8.  Contentamento real em todas as circunstâncias, v.11-12.  Plena confiança no poder de Deus, v.13.
Rm 8.6 “Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz”. Depois da morte e ressurreição de Cristo só existem duas esferas: a “carne” e o “Espírito”. A carne não se refere á substância física, mas a “aquilo a que estamos sujeitos” (7.6). É a esfera onde o poder do pecado e do diabo controlam, onde as obras da carne são praticadas. É impossível o homem morar nos dois lugares ao mesmo tempo. E ele tem o livre arbítrio para escolher o caminho. Um caminho de morte e um caminho de paz. 1ª Pe 3.11 diz: “Aparte-se do mal, pratique o que é bom, busque a paz e empenhe-se por alcança-la”. Existem três tipos de paz: Deus com o homem; do homem com Deus; e entre os homens.
Mc 9.50 “Bom é o sal, mas se o sal vier a tornar-se insípido, como lhe restaurar o sabor? Tende sal em vós mesmo e a paz uns com os outros”. O sal é essencial á vida nesses tempos, sendo o único meio de preservar os alimentos, Jesus compara um cristão sem sal a um alimento, que não tem sabor.
Gal 5:22 Mas o fruto do Espírito é: o amor, o gozo, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade.
Hb 12.14 “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor”. É um imperativo de Deus a vida cristã. Sempre viver em paz com o próximo (Mt 5.8, 24).
O homem que ainda não encontrou Jesus, não entregou sua vida a Ele ainda não conhece essa paz verdadeira. Sem o Senhor Jesus em sua vida, o homem sente um vazio dentro dele, angustia tristeza, amargura, ilusões; esses são os reflexos negativos de uma vida sem Deus. Mas Jesus faz um convite a aceitar essa paz em: Mt 11.28 Ele diz: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobre carregados, (oprimidos) e eu vos aliviarei”. O convite é para todos sem distinção. É para os cansados os doentes os aflitos os tribulados os que ainda não encontraram a paz e nunca sentiram essa paz verdadeira de Jesus.
Que Deus possa continuar nos abençoando!
Ao final de um dia, a paz do Senhor Jesus não acaba, apenas é redirecionado para o outro dia.

Cícero Cavati
Vila Velha- E.S.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ESPECIAL REFORMA PROTESTANTE