Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

A TRAJETÓRIA DO HOMEM ESCOLHIDO

 A TRAJETÓRIA DO HOMEM ESCOLHIDO
Êxodo 2: 15 - 22
O culto profético é uma instituição do Senhor, que pode ser visto em vários trechos da Bíblia. Temos tido muitas experiências, mas temos que continuar a buscar novas experiências cada dia. Existem três tipos de pessoas: os chamados, os escolhidos e os fiéis.

A Palavra diz que muitos são chamados, mas poucos escolhidos. Isto significa que o chamado é para todos, isto é, Deus dá a todos a oportunidade de conhecê-Lo, mas só escolhe aqueles que se unem voluntariamente a Ele através de um processo seletivo feito pelo próprio Deus, o qual se consolida com uma aliança. Existe o terceiro tipo de pessoas, que são os fiéis. Estes são aqueles que não só se unem ao Senhor através de uma aliança, mas também o servem de todo o coração, obedecendo à sua vontade e lutando juntamente com o Cordeiro, conforme está escrito em Apocalipse 17: 14. Tudo está exposto na Palavra e é através dela que o homem é chamado. Mesmo estando longe, fomos chamados e escolhidos para sermos fiéis ao Senhor. A salvação na vida de uma pessoa se dá quando ela tem a mesma visão que João teve, quando disse: “Eis o Cordeiro de Deus...” Nosso estudo tem como propósito observar todo este processo através daquilo que aconteceu com Moisés na terra do Egito.



1.      A FUGA - Moisés, que não era egípcio e sim hebreu, vivia naquele país servindo a faraó com toda a sua capacidade, mas não pertencia à sua casa. Certo dia indispôs-se com um egípcio e o matou. A partir daí passou a ser perseguido e ameaçado de morte por faraó e teve que fugir do Egito para o deserto, onde não havia nenhum caminho e nem direção a seguir e chegou, pela misericórdia do Senhor, a um oásis onde havia um poço e lá se assentou.
O homem no mundo vive uma situação semelhante à de Moisés no Egito, servindo ao adversário, ao pecado e exposto à morte todos os dias. Por isso Deus quer que ele fuja do mundo e é aí que se dá o chamado. O Senhor procura, através da orientação do seu Espírito, convencer o homem a deixar o mundo e começar a procurar, até encontrar, o oásis onde está o poço.


2.      O POÇO - No deserto há uma descompensação de temperatura que provoca um grande desgaste no organismo humano; de dia o calor é escaldante e de noite o frio é intenso. Por isso a pessoa que atravessa um deserto, chega a ao oásis totalmente abatida e carente de assistência. Foi no oásis, após atravessar o deserto, que Moisés encontrou um poço e bebeu de sua água. A partir de então ele entendeu que Deus tinha um novo projeto para sua vida. Lá ele encontrou também com as sete filhas do sacerdote de Midiã, que chegaram com seus rebanhos ao poço e encheram sua pias de água para dar de beber às ovelhas. A igreja sempre está indo ao poço, para buscar a revelação e os sinais do Senhor, a fim de que o rebanho tenha a benção que enche o coração. Quando o homem chega na igreja e encontra um povo cheio das revelações do Espírito, acaba tendo uma experiência com o Senhor Jesus, através da Palavra revelada e dos sinais do Espírito Santo, passando a entender assim que Deus tem uma vida nova e diferente para ele, e suas forças são renovadas pela bênção do Senhor.


3.      OS PASTORES - Grupo que surgiu, não com o propósito de cuidar das ovelhas ou dar-lhes água, mas para perturbá-las e afugentá-las. Nesta hora também têm se levantado vários grupos para trazer perturbações e prejuízos para a Obra do Senhor, usando o título de “pastores”, pregando um evangelho materialista que não transforma, sem cuidar dos necessitados e fazendo comércio com as ovelhas. O homem que teve o chamado do Senhor e uma experiência com Ele, não aceita as investidas de tais grupos de “pastores” e sempre está pronto a rejeitar seus argumentos.
Após se livrar dos falsos pastores, Moisés deu de beber às ovelhas do sacerdote de Midiã. Quando o novo convertido tem uma experiência com o Senhor e testemunha disso diante da igreja, ela se alegra e recebe o renovo e o refrigério necessário à sua vida espiritual. Essa experiência é uma bênção para a igreja, ela a bebe com satisfação e recebe crescimento e vida.


4.      A PERGUNTA DO PAI - ONDE ESTÁ ELE ? - O Senhor sempre está interessado em saber onde está o novo convertido. Quando a igreja negligencia na assistência, Ele pergunta: “Porque deixaste o homem no deserto ? Chamai-o para que coma pão”. Deus não quer que aquele que chega à igreja fique sem assistência e volte para o mundo. Ele quer que a igreja o ajude a se firmar na caminhada e o conduza à casa do Pai para que coma pão (se alimente de Jesus - o Pão da Vida) e se fortaleça alcançando a salvação e a vida eterna. Jesus disse que na casa do Pai havia muitas moradas, e a igreja precisa estar atenta àqueles que são chamados do meio do deserto e chegam ao oásis (Obra), pois a sua salvação depende da ajuda e da assistência dada pela igreja. Se o homem que chega ao poço não receber a devida assistência, pode voltar a perder-se no deserto e cair nas mãos de faraó, vindo a morrer sem salvação. Mas se a igreja pagar um preço, assistindo ao novo convertido, com jejuns, orações e madrugadas, a batalha espiritual que se trava em torno dele será ganha e ele alcançará a eternidade.


5.      MOISÉS COM O PAI - Na casa do Pai, Moisés foi bem recebido e comeu pão. É na igreja que o novo convertido vai receber o alimento, a Palavra revelada, o Pão da vida, que é o Senhor Jesus. Através da vida no corpo, o novo convertido vai aos poucos se firmando e fortalecendo espiritualmente, recebendo a assistência e a ajuda da igreja para que possa aprender a caminhar.
Depois de fugir do Egito, atravessar o deserto, chegar ao poço no oásis, conhecer as sete filhas e entrar na casa, o Pai faz uma pergunta que revela o seu desejo de que o homem habite ali com Ele. O homem então decide se aceita o convite do Pai, e suaescolha depende de sua resposta. Quando o homem responde não, o seu chamado perde o valor. Mas quando ele responde sim, passa à condição de escolhido por Deus. Moisés consentiu em morar na casa do sacerdote de Midiã.


6.      MOISÉS CASA COM ZÍPORA - Após consentir em morar naquela casa, e com aquela família que o acolheu tão bem, Moisés recebeu do Pai, sua filha primogênita (a primeira) como mulher. Ela representa a primeira aliança de Deus com o homem que é escolhido, e a partir daquele momento Moisés foi considerado como um filho naquela casa e um membro daquela família, tornando-se fiel a todos os princípios nela existentes, compartilhando de suas alegrias, tristezas, responsabilidades e bens. Após o casamento, Moisés e Zípora tiveram um filho chamado Gerson, fruto do compromisso com aquilo que pertence ao Pai. A forma como encaramos o nosso chamado e a nossa escolha, é quem vai determinar a nossa fidelidade. Hoje nós temos um compromisso com o Pai, e este compromisso precisa produzir frutos que permaneçam para a eternidade.


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ESPECIAL REFORMA PROTESTANTE