Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

O VERDADEIRO CIDADÃO DO CÉU


O Verdadeiro Cidadão do Céu
Salmos 15: 1 –5 “Senhor, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte? Aquele que anda em sinceridade, e pratica a justiça, e fala verazmente, segundo o seu coração...”
 Ao lermos esta palavra, nós nos deparamos com duas perguntas: A primeira pergunta é: O céu é para todos? A resposta seria, sim. E realmente é. Mas uma Segunda pergunta nos vem: No céu, vai entrar qualquer pessoa? A resposta seria não.

Para que um dia o homem possa entrar no céu, ter o direito a uma eternidade com Deus, ele terá que ter algumas características na sua vida, já aqui nesta vida que o tornará um VERDADEIRO CIDADÃO DO CÉU.
O próprio salmista descreve algumas dessas características do verdadeiro cidadão do céu, as quais estudamos a seguir.
 A primeira característica está descrita no versículo 2, quando diz:
 “Aquele que anda em sinceridade...”
 Dentre muitas coisas que Deus ama e quer ver na vida do homem, é a sinceridade, ou seja, que o homem seja sincero e que ande em sinceridade diante de Deus. Ser sincero é ser verdadeiro, é ser autêntico, é viver uma vida espiritual na presença de Deus, sempre expressando a verdade. Não vivendo e nem expressando uma vida de engano porque Deus não ama aquele que não é sincero, mas Deus se agrada daqueles que andam em sinceridade.
Queres entrar na glória? Queres entrar no céu, viver com o Senhor eternamente? Então você precisa ser sincero diante de Deus.

 A segunda característica diz:
 “... a pratica a justiça...”
 Nós conhecemos duas justiças: A primeira é a justiça do homem, que é falha, parcial, olha com desigualdade, julga com indiferença, é desleal, é de acordos. A segunda é a justiça de Deus, que é perfeita. Aqueles que querem entrar no céu, precisam praticar esta justiça. E quem é a nossa justiça? E o nosso braço? E a nossa força? São nossas palavras? Não; a nossa justiça é o Senhor Jesus, e pelo seu sangue somos justificados diante de Deus. A Bíblia diz que “Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem é justo (justificado no sangue do cordeiro) faça justiça ainda...” (Apoc. 22: 11). Quem pratica a justiça vai ser um dos que irão entrar no céu.
 A terceira característica:
 “... e  fala verazmente, segundo o seu coração.”
 O que fala verazmente é o que diz a verdade. É o que também nele, só existe a verdade. A Bíblia diz que os mentirosos, ou seja, quem não fala verazmente, quem não anda em verdade, quem não fala nem pratica a verdade, não herdarão o reino de Deus.
Vejamos portanto que não há outro caminho para o homem que deseja ser um cidadão do céu, senão este: Falar verazmente segundo o coração de Deus.
A Bíblia mostra o exemplo do próprio salmista, quando o Senhor diz: “Achei a Davi, homem segundo o meu coração, que fará toda a minha vontade”( Salmo 89: 20). E a vontade de Deus é que falemos verazmente e que andemos em verdade.
Lembramos que o pai da mentira é o diabo. Não é nossa intenção se assemelhar a ele, certo? Observe o versículo a seguir:  Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.João 8:44
 Sobre a quarta característica, a palavra nos diz:
 “Aquele que não difama com a sua língua...”
 A língua é comparada a um leme de um navio. Você olha para o navio e vê algo muito grande, e quando olha para o leme, vê que, em relação ao navio, é algo bem pequeno. Mas é o leme que dá o curso ao navio e muda a sua direção. Que coisa é o leme do navio e que coisa também é a língua do homem. A Bíblia nos diz que o verdadeiro cidadão do céu é aquele que não difama com a sua língua; aquele que não fala mal.
 “... nem faz mal ao seu próximo...”
 O Senhor Jesus certa vez disse que teríamos que amar o nosso próximo como a nós mesmos. Já paramos para pensar o que isto significa? Ao nosso lado está o nosso próximo e como é que vamos fazer mal ao nosso próximo, que também deseja estar no céu, ver a glória de Deus.
Quem quer entrar no céu, não deseja mal ao seu próximo, pois este se torna homicida. “Qualquer que odeia a seu irmão é homicida. E vós sabeis que nenhum homicida tem a vida eterna permanecendo nele.1 João 3:15”
 Não basta somente isto, pois a palavra fala de uma sexta característica:
 “... nem aceita nenhuma afronta contra o seu próximo.”
 Existe pessoa assim: Não difama, não faz mal, mas aceita que alguém chegue ao seu lado e fale mal do seu próximo. É aquele que concorda, que balança a cabeça afirmando, achando correto o que as pessoas dizem do seu próximo. Este que aceita afronta contra seu próximo não herdará o reino dos céus.
O irmão possui esta característica em sua vida?
O céu é para todos, mas só entrarão aqueles que tiverem as características do VERDADEIRO CIDADÃO DO CÉU.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ESPECIAL REFORMA PROTESTANTE