Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

ESPECIAL REFORMA PROTESTANTE

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Temos um Advogado para com o Pai

Temos um Advogado para com o Pai

ADVOGADO

 II João 2:1

“Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e , se alguém pecar, temos um advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo”.

O versículo lido inicia falando do tratamento do apóstolo para com a igreja, “meus filhinhos”, porque é assim que o Senhor nos trata, de uma forma carinhosa, amorosa.

E a palavra inicia advertindo nossas vidas “não pequeis”, porquê?, Porque Deus ama o pecador, mas aborrece o pecado. E o pecado é a barreira que impede a aproximação a Deus.
“Mas se alguém pecar temos um advogado”, a palavra nos diz que “todos pecaram e foram destituídos da glória de Deus”, mas o Senhor conhecendo tudo isto, providencia da eternidade um advogado.
Porque a palavra dá esse tratamento ao Senhor Jesus como “advogado”? Porque o advogado é o único que tem acesso ao juiz. Por ser o homem pecador, ele precisa de um advogado para com o pai, I Tim. 2:5 “Porquê há um só Deus, e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem”.
Na lei terrena quando o homem é acusado de ter cometido algum delito, ele precisa contratar um advogado, mesmo sendo ele inocente, pois quem vai tratar de sua causa? O advogado...



Assim também é o homem diante de Deus, pois ele por si só não pode justificar-se, precisa de um intermediário para com o Pai.
Para se ter um advogado é preciso pagar, mas Jesus pagou um preço, derramando seu sangue na cruz para sermos justificados diante do Pai.
Há algumas características que identifica Jesus como o nosso advogado: O réu precisa ter total confiança para com seu advogado, ou seja, o advogado de defesa procura passar para seu cliente essa confiança, assim também é o Senhor Jesus, ele inspira total confiança, nele podemos confiar, porque ele é vencedor e nele não há derrotas.
Nos sabemos que muitos advogados por mais habilidosos que sejam, eles podem perder a causa de seu cliente, mas a palavra é cheia de exemplos mostrando que Jesus nunca perdeu uma causa àquele que foi a Jesus foi bem defendido.
O réu não pode esconder nada de seu advogado, precisa contar os mínimos detalhes dos acontecimentos, o homem precisa confessar seus pecados ao Senhor Jesus, “se com tua boca confessares teus pecados, será salvo”. Tudo que o réu entregar a seu advogado como defesa ficará sobre sua responsabilidade e sendo de total sigilo. Quando o homem entrega seus problemas, suas culpas, aquilo que tem pesado em sua consciência, são banidos pelo sangue de Jesus, e não mais o acusador do homem tem com que o condenar, “nenhuma condenação há para os que estão em cristo Jesus”.
Ex: A mulher pecadora
             O que dizia a lei: a lei mandava a matar, pois pela lei ela já estava condenada, mas Jesus com o poder da sua palavra repreendeu os acusadores ganhando aquela causa, e disse a mulher depois que seus acusadores foram embora, “vai e não peques mais”, o Senhor Jesus só não defende a causa do homem, mas mostra-lhe o caminho da santidade.



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...