Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

sábado, 26 de julho de 2014

Israel, O Relogio de Deus, de Olho na Figueira!

“Aprendei pois esta parábola da figueira: quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que Ele está próximo. Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam". (Mateus 24.32-34)
Existe então um paralelo entre a figueira e a volta do Senhor Jesus. A recomendação era para ficarmos atentos quanto a figueira, quando brotasse. E daí, não passaria essa geração sem que tudo “isso” acontecesse. Mas que geração? Analisemos:

Mateus 24:34 "Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam".

Seria aquela geração? Da época de Jesus? Não. Afinal no ano 70, o general Tito, sob a ordem do Imperador Domiciano destruiu Jerusalém. Sucumbiu os judeus, que se dispersaram pelo mundo afora.
Passado tantos anos, a nação de Israel, enfim, é reconhecida como nação. Isso no dia 14 de maio de 1948. A figueira voltou a brotar! E novamente atentamos para o aviso do mestre: “Quando, pois, virdes todas estas coisas, sabei que está próximo o reino de Deus”.

É grande a expectativa em torno do ano 2012. São várias as profecias anunciando que algo está para acontecer. São especulações, sim. Afinal somente o Senhor sabe quando será aquele grande dia. No entanto, baseado na fundamentação referenciada acima, exponho abaixo um cálculo que a quase 10 anos eu tinha conhecimento, mas que porém nunca tinha ensinado evitando causar confusão para os que ouvissem. Acredito que o momento é oportuno para aqui apresentar. 

Vamos esmiuçar o texto do evangelista Mateus:
Seguindo o nosso ponto de vista, a “figueira” voltou a brotar em 1948. Considerando que após esse episódio não passaria “essa geração” sem que “estas coisas aconteçam”, levaremos em conta que uma geração equivale a 70 anos. Logo, somando o ano em que a “figueira” (Israel) brotou = 1948, mais a quantidade de tempo de uma geração =  70, chegaremos ao ano 2018. 
A maioria dos cristãos entende que a igreja não passará pela Grande Tribulação, logo somos pré-tribulacionais. Também há um consenso que passaremos somente pelo “princípio das dores” conforme relata os Evangelhos. Resumindo, se diminuirmos 7 anos (o equivalente ao tempo da Grande Tribulação) daria 2011. Se acaso esse cálculo, por mais simples que seja, estiver realmente certo, já estaríamos vivenciando o princípio das dores.

por 
Equipe Bíblia a Palavra de Deus
http://bibliaapalavradedeus.blogspot.com.br/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ESPECIAL REFORMA PROTESTANTE