Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

Série de Estudos Sobre a 5ª Medida

quarta-feira, 23 de julho de 2014

A CONSULTA PRECIPITADA

Juízes 20: 18-29
INTRODUÇÃO

            Os benjamitas haviam abusado da mulher de um levita, causando-lhe a morte. Os homens de Israel ficaram indignados com o acontecido, e planejaram uma vingança contra os da tribo de Benjamim.

DESENVOLVIMENTO

            Israel se ajuntou para o ataque, e consultou o Senhor sobre qual das tribos deveria atacar primeiro, e o Senhor disse que Judá atacaria. Após a batalha, os da tribo de Judá foram derrotados pelos benjamitas e perderam 22 mil homens. Por que isso aconteceu, se foi o Senhor quem autorizou o ataque feito por Judá? É que, quando eles consultaram ao Senhor, já havia em seu coração a predisposição para fazer sua própria vontade. Já havia um propósito determinado, e a consulta ao Senhor foi somente para desencargo de consciência. A Palavra diz que quando consultamos ao Senhor com ídolo no coração, que é a vontade própria, predisposição em fazer aquilo que se está consultando, o Senhor responde conforme o ídolo (Ezequiel 14: 4).


            Após a derrota, o povo de Judá tornou a se esforçar e todos choraram perante o Senhor, mas não de arrependimento e sim pelo fracasso obtido. Eles não perceberam seu erro, e consultaram ao Senhor novamente com ídolo no coração. Depois da segunda batalha, nova derrota foi alcançada, com um saldo de 18 mil mortos da tribo de Judá.

            Foi a partir daí que o povo percebeu que estava fazendo algo errado. Então subiram e vieram a Betel, derramaram suas lágrimas diante do Senhor, jejuaram e ofereceram holocaustos e ofertas pacíficas. Através da consagração de suas vidas, da humilhação e da confiança na providência do Senhor demonstrados por eles, e após o despojamento dos ídolos dos seus corações, o Senhor se tornou propício e os orientou detalhadamente sobre como deveriam agir. Após isso a vitória contra os benjamitas foi completa.

CONCLUSÃO

            Às vezes consultamos ao Senhor, apenas para desencargo de consciência, mas o que queremos mesmo é fazer o que está no nosso coração. Nestes casos não há dependência do Senhor, nem desejo de fazer sua vontade, e por isso as coisas saem errado e nós somos derrotados. Nós precisamos aprender a lição da confiança e dependência do Senhor, pois só Ele sabe o que é melhor para nós e só Ele vê aquilo que está adiante, no futuro. Às vezes aquilo que está diante de nós parece ser vantajoso, mas Deus sabe com precisão a realidade das coisas. Não podemos nos apresentar diante do Senhor para consultá-lo com ídolo, isto é, com a determinação de fazer o que queremos, no nosso coração. Deus tem um projeto para cada um de nós, e nós só vamos conhecê-lo e vivê-lo, se consultarmos ao Senhor em todas as decisões que tivermos que tomar na nossa vida.
                                                                                              

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...