Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

ESPECIAL REFORMA PROTESTANTE

terça-feira, 20 de maio de 2014

CONSULTA À PALAVRA

DESENVOLVIMENTO:
- Introdução: Uma das características da obra do Espírito para a qual fomos chamados é a obediência á vontade do Senhor. O Senhor usa na sua obra os seus servos obedientes, dispostos a fazer toda a sua vontade. Como exemplo disto, temos Davi e Saul. Davi foi um rei que andou na dependência do Senhor e, apesar de ser rei, não confiava em seu poder e autoridade, mas sempre consultava ao Senhor todas as coisas e obedecia a vontade dele, por isto foi um rei vencedor. Saul, ao contrário, quando rei, apoiou-se em seu poder tornando-se assim um rei desobediente, amando mais a sua coroa do que a palavra do Senhor e o seu fim foi a morte.


Hoje nós temos várias maneira de sabermos qual é vontade do Senhor e a que estudaremos agora é a consulta à palavra.
  1. – Como o povo no V. T. consultava ao Senhor: Ao lermos a Bíblia nós podemos perceber que Deus sempre falou com o seu povo e que o povo sempre teve um meio de consultar ao Senhor.
    1. Pelos Profetas: No V. T. o povo podia consultar ao Senhor através dos profetas, que eram uma espécie de porta-voz do Senhor. Assim sendo, reis e outras pessoas iam até os profetas para consultar a Deus, ex. I Samuel 9:9, II Reis 22: 13 a 15 e Isaías 37: 1 a 7.
    2. Por Urim e Tumim: Segundo dicionários bíblicos, Urim e Tumim eram uma espécie de pedras que o sumo sacerdote empregava para conhecer a vontade de Deus. Ex. Num. 27:21, Deut. 33: 08, I Sam. 28:06.

3 – Como o povo no N. T. consultava ao Senhor: Através do próprio Senhor Jesus, pelos profetas (I Timóteo 4: 01, Atos 21:09, 11:38, II Pedro 2:01. e t6ambém lançavam sorte como foi o caso da escolha do substituto de Judas entre os discípulos. Neste caso não se sabe exatamente como era este lançamento de sorte, mas supõe-se que era uma prova que se fazia com Deus (como foi o caso de Gideão com o novelo de lã).
4 – Definição: Hoje, em nossos dias, a principal forma de consultarmos ao Senhor é através da sua Palavra. A Bíblia é a palavra do Senhor, foi gerada pelo Espírito Santo, então quando consultamos a palavra estamos consultando a própria boca do Senhor. Podemos definir consulta como uma pergunta que fazemos ao Senhor para saber a vontade dele sobre um determinado assunto.
5 – O que é preciso para consultarmos ao Senhor. Vamos ver agora o que é preciso para consultarmos ao Senhor através da sua palavra. Tudo que veremos neste tópico é essencial, pois se faltar pelo menos um deles a nossa consulta estará ameaçada.
5.1 - Estar em comunhão com ele e com os irmãos (I João 1:07): Para podermos consultar ao Senhor é necessário estarmos em comunhão profunda com o Senhor e também com os irmãos, para que assim o Senhor possa ter liberdade de nos falar. Esta comunhão só pode ser alcançada através do clamor pelo sangue de Jesus.O Espírito não nos fala se estivermos sem comunhão com o Senhor, ou mesmo com mágoa no coração com alguma pessoa.
5.2 - Ter fé, sinceridade, temor e reverência: Para se consultar ao Senhor precisamos:
5.2.1 - Ter fé: É necessário crermos, a consulta tem de ser um ato de fé e não por costume, tradição, porque todos fazem, ou mesmo por desencargo de consciência, eu preciso crer que o Senhor vai me falar através da sua palavra. (Sem fé é impossível agradar a Deus).
5.2.2 – Sinceridade: É preciso demonstrar sinceridade diante do Senhor, levar algo em consulta diante dele conscientes de que dependemos desta resposta.
5.2.3 – Temor: É preciso de que estejamos cientes de que quando abrimos a palavra é o Senhor que está nos falando através dele, por isto precisamos temer o momento em que abrimos a palavra.
5.2.3 - Reverência: A consulta é algo sério e de extrema importância, por isto no momento de fazê-la é necessário estarmos totalmente voltados para o Senhor, com a mente purificada, sem pensamentos alheios, preocupações, etc. É o momento de comunhão.
5.3 – Bíblia Completa: Para consultarmos ao Senhor, precisamos ter a chamada Bíblia evangélica, completa (com todos os livros, evitando inclusive aquelas Bíblias que contêm somente o N. T., Salmos e Provérbios), não utilizar de forma alguma Bíblia católica, pois as mesmas possuem desenhos dos personagens bíblicos, além de livros a mais (Livros Apócrifos) que não possuem inspiração divina. Ainda é importante salientar que a Bíblia não pode ter páginas marcadas e nem estar faltando nenhuma.
6 - Como se deve consultar a Palavra: Não há regras estabelecidas para isto. Mas precisamos sempre observar alguns detalhes para que a consulta seja uma benção para nós.
6.1 –Clamor pelo Sangue de Jesus: Sempre que for consultar ao Senhor, precisamos clamar pelo Sangue de Jesus (sem este clamor o Senhor não nos fala), mesmo que estejamos em uma reunião onde já foi feito o clamor, no momento da consulta é necessário clamar novamente.
6.2 – Apresentação correta do assunto a ser consultado: No momento da consulta, é necessário sermos claros ao expor o motivo que está sendo consultado, a fim de se eliminar qualquer dúvida, também só se deve consultar um motivo de cada vez.
Obs. Estando atentos a estes detalhes e outros mencionados nos tópicos anteriores, a consulta será indubitavelmente uma benção.
7 - Sobre o que se deve consultar a palavra. Sobre dons Espirituais, visitas, serenatas, direção para o culto, viagens de passeio, compra de algum bem, assuntos particulares, etc.
8 – Conclusão: A consulta à Palavra é um meio de graça, um recurso muito importante para vencermos na presença do Senhor. Como foi mostrado, ele não é uma invenção da igreja Maranata, mas é bíblica e quem a usa corretamente será como Davi, um servo vencedor.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...