Bloquear botão direito do mouse: Bloquear seleção de texto: Bloquear tecla Ctrl+C/Ctrl+V: Bloquear arrastar e soltar:

CURTA NOSSA PAGINA NO FACE

sábado, 26 de abril de 2014

SIMBOLOGIA DO TABERNÁCULO - CORTINAS, AS COLUNAS E A ENTRADA DO TABERNÁCULO

 CORTINAS, AS COLUNAS E A ENTRADA DO TABERNÁCULO
Até aqui vimos como os materiais para a construção do tabernáculo foram adquiridos, quem eram os responsáveis por seu transporte e também vimos a ordem das tribos ao redor do tabernáculo.
Vamos agora estudar detalhes externos da construção do tabernáculo. Mais adiante vamos estudar outras partes do tabernáculo e outros materiais.

A) CORTINAS - O tabernáculo estava separado de Israel por meio de um cortinado de linha branco de dois metros e meio de altura, sustentado por 60 colunas de bronze. No seu interior se encontrava as demais peças e divisões.
As cortinas do tabernáculo falam da santidade. Dentro das cortinas tudo era Santo, o impuro tinha que ficar do lado de fora. Por serem de linho fino as cortinas falam da santidade de Deus. No livro da Habacuque encontramos a seguinte passagem :

Hc 1.13 - “Tu que és tão puro de olhos que não podes ver o mal...”

O pecador (impuro) tem que ficar separado de Deus.

B) AS COLUNAS - Mas como poderia habitar um Deus Santo no meio de um povo pecador. A resposta está nos sacrifícios que veremos adiante, vejamos agora a simbologia dos metais também presentes nas colunas das cortinas.
As 60 colunas e suas bases eram feitas de bronze, esse metal indica o julgamento do pecado. Deus só podia habitar no meio do povo mediante o julgamento dos nossos pecados em Cristo, que se fez pecado por nós. Todos os vasos e até os pregos eram de bronze.
A prata estava presente nos ganchos nos quais eram penduradas as cortinas, bem como as faixas, ou capitéis, que adornavam o cortinado. A prata está presente também em outras partes do tabernáculo que veremos adiante. A prata fala da redenção. Sem a prata as cortinas perdem seus capitéis e seus ganchos caindo então por terra. Sem a obra redentora de Cristo o homem não pode entrar no reino dos céus, Cristo é que ergue o homem e leva até Deus.
C) ENTRADA DO TABERNÁCULO - O tabernáculo, como figura de nossa comunhão com Deus, possuía apenas uma entrada descrita assim na Bíblia :
Êxodo 27.16 - “Também à porta do átrio haverá um reposteiro de vinte côvados, de azul, púrpura, carmesim, e linho fino torcido, obra de bordador; as suas colunas serão quatro, e quatro as bases destas.”

A palavra de Deus também faz alusão de Jesus como porta, vejamos :
Jo 10.9 - “Eu sou a porta...” (Jesus não é uma porta qualquer, mas a porta, a única porta, ele é a única entrada).
Jo 14.6 - “Eu sou o caminho a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai senão por mim”

Jesus como único mediador entre Deus e o homem, está representado pelas quatro colunas e pelos quatro véus. Essas colunas aqui mencionadas são as da entrada do tabernáculo, fazem parte das 60 colunas do cortinado, mas possuem quatro véus com diferente cores.
As colunas por serem quatro indicam que a salvação é para todos que crêem, pois o número quatro está relacionado com plenitude da terra.
Mt 4.31 - “E ele enviará os seus anjos com grande clangor de trombeta, os quais lhe ajuntarão os escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus.”

As cores dos quatro véus da entrada do tabernáculo indicam os quatro aspectos do caráter de Jesus, tal como anunciado no Novo Testamento pelos quatro evangelistas. Vejamos :

A) A PÚRPURA - A púrpura é relacionada com a realeza, essa cor fala de Jesus como Rei.

Zc 9.9 - “ Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém; eis que vem a ti o teu rei; ele é justo e traz a salvação; ele é humilde e vem montado sobre um jumento, sobre um jumentinho, filho de jumenta.”

Este cor aponta para o Evangelho de são Mateus que é o Evangelho do Rei. Mateus usa 14 vezes a expressão “filho de Davi” provando sua ascendência real.

B) O CARMESIM - O carmesim fala do sacrifício, fala de sangue. Fala de Jesus como servo sofredor. Este é o Evangelho de Marcos. Um servo não precisa de genealogia, Marcos não a registra.

Is 42.1 - “Eis aqui o meu servo, a quem sustenho; o meu escolhido, em quem se compraz a minha alma; pus o meu espírito sobre ele. ele trará justiça às nações.”

C) O LINHO BRANCO - Seguindo a ordem dos evangelho, o linho branco é Lucas que enfatiza a pureza de Jesus como filho do homem, o homem perfeito.

Zc 6.12 - “...Eis aqui o homem cujo nome é Renovo; ele brotará do seu lugar, e edificará o templo do Senhor.”

D) O AZUL - Azul fala das coisas celestes, apontando para o céu de onde Jesus veio e para onde voltou. João no seu Evangelho indica a divindade de Jesus. Por 35 vezes Jesus no Evangelho de João se refere a deus como “Pai”. Por 25 vezes ele diz, “Em verdade, em verdade”, indicando sua autoridade divina.
Is 49.9 - “...Eis aqui está o vosso Deus.”

Cores dos Véus
Evangelhos
Caráter de Jesus
Para que povo foi escrito
Púrpura
Mateus
Jesus é Rei.
Este Evangelho foi escrito para os Judeus, para que cressem que Jesus era o Messias prometido que veria da raiz de Davi.
Carmesim
Marcos
Jesus é Servo.
Este Evangelho foi escrito para osRomanos. Jesus é apresentado como servo por causa do domínio Romano que não admitiria um Rei entre os Judeus que fosse maior que os imperadores Romanos.
Linho Branco
Lucas
Jesus é Homem.
Este Evangelho foi escrito para os Gregos, que eram filósofos e muito sábios e estavam em busca do homem perfeito.
Azul
João
Jesus é Deus.
Este foi escrito para aIgreja, apresenta Jesus como o Filho de Deus.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ESPECIAL REFORMA PROTESTANTE